Políticos terão que fazer propagandas “sérias”

Redação


A eleição deste ano vai ser a primeira após a reforma eleitoral. As mudanças foram concluídas no ano passado e alteram desde a duração do processo eleitoral até as regras de campanha.

Mais de sete milhões e oitocentos mil eleitores estão cadastrados no Paraná. Em todo o país, já são mais de 142 milhões.

Os dados foram divulgados pelo Tribunal Regional Eleitoral do Paraná, nesta sexta feira (6), mas ainda são uma projeção. O eleitorado oficial só vai ser divulgado em julho, pelo Tribunal Superior Eleitoral. A quantidade de eleitores registrados não teve grande alteração desde a última eleição, em 2014.

O que mudou foram as regras da eleição. Em 2015 foi concluída a Reforma Eleitoral. Uma das grandes alterações diz respeito às doações de campanha. O corregedor do Tribunal Regional Eleitoral do Paraná, Adalberto Xisto Pereira, explica que a partir deste ano, empresas não podem mais financiar candidatos ou partidos.

Outra alteração trata das propagandas eleitorais. O corregedor explica: nestas eleições os políticos vão ter que usar o espaço para, de fato, divulgar propostas e ideias, sem encenações ou brincadeiras.

A Justiça deve fiscalizar as divulgações na mídia e punir candidatos que não seguirem as novas orientações. A propaganda eleitoral gratuita está oficialmente permitida apenas a partir do dia 16 de agosto, até o dia 29 de setembro.

Para organizar todas as etapas da eleição desde ano, o Tribunal Regional Eleitoral possui um orçamento de R$ 19 milhões.

O Tribunal Superior Eleitoral disponibiliza o calendário eleitoral completo na internet. Lá você pode conferir todos os prazos referentes à eleição. O endereço é: www.tse.jus.br/eleicoes

(Ana Kruger, CBN Curitiba)

Previous ArticleNext Article