Prefeito de Foz do Iguaçu, Chico Brasileiro é diagnosticado com covid-19 pela 2ª vez

Redação

chico brasileiro prefeito foz do iguaçu covid-19

Chico Brasileiro (PSD), prefeito de Foz do Iguaçu, no oeste do Paraná, anunciou que recebeu o segundo diagnóstico de covid-19. Ele já havia contraído o coronavírus em julho do ano passado. A informação foi publicada pela assessoria neste sábado (16).

“O prefeito está com sintomas como dores de cabeça, na garganta e no corpo. Ele está em casa, onde seguirá trabalhando, e cumprirá isolamento domiciliar conforme os protocolos de orientação dos órgãos de saúde”, diz a nota.

De acordo com as equipes médicas responsáveis pelo atendimento ao prefeito Chico Brasileiro, existe a possibilidade de ser um caso de reinfecção. Um dos fatores que contemplam essa possibilidade é o intervalo superior a três meses em relação à primeira infecção. No entanto, para confirmar a tese é necessário fazer o sequenciamento genético para constatar se o caso se trata da mesma cepa do vírus.

Chico Brasileiro foi reeleito prefeito de Foz do Iguaçu em novembro com 41,29%, equivalente a 54.252 votos. Ele derrotou Paulo Mac Donald (Podemos),  Sidnei Prestes (Republicanos), Ranieri (PRTB) e Tatiana Fruet (PROS).

NOTA

𝐏𝐫𝐞𝐟𝐞𝐢𝐭𝐨 𝐂𝐡𝐢𝐜𝐨 𝐁𝐫𝐚𝐬𝐢𝐥𝐞𝐢𝐫𝐨 𝐭𝐞𝐬𝐭𝐚 𝐩𝐨𝐬𝐢𝐭𝐢𝐯𝐨 𝐩𝐚𝐫𝐚 𝐂𝐨𝐯𝐢𝐝-𝟏𝟗

O prefeito Chico Brasileiro, que anunciou nesta semana o…

Publicado por Chico Brasileiro em Sábado, 16 de janeiro de 2021

CORONAVÍRUS EM FOZ DO IGUAÇU E NO PARANÁ

Conforme o boletim da Sesa (Secretaria de Estado da Saúde), o Paraná registra 497.107 casos confirmados e 8.996 mortes por covid-19, sendo que Foz do Iguaçu acumula 21.307 infectados e 310 óbitos.

O prefeito Chico Brasileiro e a secretária municipal de Saúde de Foz, Rosa Jeronymo, participaram do encontro virtual com o ministro da Saúde, Eduardo Pazuello, na semana passada. O anúncio do governo federal seria que a vacinação começaria no dia 20, próxima quarta-feira, mas a data deverá ser adiada já que a Índia não atendeu a demanda brasileira com as duas milhões de vacinas desenvolvidas pela Universidade de Oxford em parceria com o laboratório AstraZeneca.

Apesar da indefinição, o município está levantando o número de profissionais da saúde que fazem parte do grupo prioritário na vacinação ao lado de idosos em situação de asilo e indígenas. A prefeitura de Foz do Iguaçu não divulgou o número, mas afirma que possui estoque de seringas e agulhas necessárias para vacinação.

Previous ArticleNext Article
[post_explorer post_id="739575" target="#post-wrapper" type="infinite" loader="standard" scroll_distance="0" taxonomy="category" transition="fade:350" scroll="false:0:0"]