Primeiro escalão de Richa começa a pedir exoneração

BandNews FM Curitiba


O primeiro escalão do Governo Beto Richa, do PSDB, tem as primeiras mudanças já publicadas em Diário Oficial. Os pedidos de exoneração passam a valer a partir do dia 6 de abril, data marcada para a renúncia de Richa e posse da vice-governadora Cida Borghetti, do PP.

> Richa e Greca inauguram a nova trincheira da Ceasa
> Beto Richa renuncia e dá início a corrida eleitoral para o Senado

Entre os três integrantes mais antigos deste governo, o secretário da Saúde Michele Caputo Neto, do PSDB, que está à frente da pasta desde 2010, deixa o cargo na sexta-feira para se candidatar a deputado estadual.

Quem também pediu para sair esta semana foi o presidente da Administração dos Portos de Paranaguá e Antonina, a Appa, Luiz Henrique Dividino, que ocupava o cargo desde 2012. A exoneração de Dividino está valendo desde 28 de março.

O terceiro da lista é o presidente da Comec, a Coordenação da Região Metropolitana de Curitiba, Omar Akel, que segue para a presidência da Agepar, a Agência Reguladora do Paraná, para os próximos três anos. Quem estava no cargo era o ex-prefeito de Guarapuava e ex-deputado federal Cesar Silvestre.

O nome de Omar Akel foi aprovado para o cargo após sabatina na Assembleia Legislativa. Conforme publicação no Diário Oficial, na Comec, que tem entre as principais atribuições a gestão do transporte público da região metropolitana incluindo as linhas integradas, quem começa a responder pelo cargo de presidente, é o atual diretor de transporte Marcos Teodoro Scheremeta.

Discreto, o coronel da Policia Militar estava afastado do noticiário político desde 2011, quando deixou o comando da PM.

Previous ArticleNext Article
Avatar
em 20 minutos tudo pode mudar