Projeto de lei proíbe uso de gás inflamável em balões infantis

Andreza Rossini


Um projeto de lei do deputado estadual Ney Leprevost, protocolado nesta terça-feira (3) na Assembleia Legislativa do Paraná (Alep), pretende proibir o uso de hidrogênio em balões metálicos infantis, para uso recreativo ou decorativo. De acordo com o texto, os balões devem ser preenchidos com gás hélio.

“O objetivo do projeto é prevenir acidentes relacionados ao uso inapropriado de substâncias químicas para o preenchimento de balões destinados ao uso decorativo ou recreativo, que são geralmente voltados ao público infantil. Precisamos proteger as nossas crianças de explosões”, disse o parlamentar.

Há poucos dias um menino de 4 anos sofreu queimaduras em uma das pernas e nos pés após apertar um balão que explodiu e pegou fogo, em Goiás.

De acordo com tenente do Corpo de Bombeiros, Rogério Silva de Matos “a cor do cilindro de gás hélio é alaranjada. Se o cilindro não estiver à vista, é melhor não comprar. Se tiver somente o balão, melhor não levar, porque pode estar levando gato por lebre”, afirmou.

O Instituto Nacional de Metrologia, Qualidade e Tecnologia (Inmetro) informou, em nota, que regulamenta a fabricação e o comércio de balões, mas não o uso do

Previous ArticleNext Article