PT confirma Lula em Curitiba para encerramento de caravana no Sul

Andreza Rossini


A senadora e presidente do Partido dos Trabalhadores (PT), Gleisi Hoffmann e o coordenador da caravana do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, Márcio Macedo, confirmaram nesta segunda-feira (26), que Lula vai finalizar o ato em Curitiba, na próxima quarta-feira (28).

“Avaliamos a caravana até aqui como vitoriosa. Cumprimos todos os objetivos que nós queríamos que era falar com o povo do Sul do Brasil. Nas cidades onde passamos fizemos as manifestações, conversamos com a população, visitamos programas importantes implantados pelo presidente Lula tanto na educação como na agricultura familiar. Movimentamos muitas pessoas, basta ver os atos que nós tivemos em Florianópolis, São Leopoldo e em Bagé”, afirmou Gleisi. 

Para o coordenador da caravana, Márcio Macedo, Lula pelo Brasil tem cumprido à risca o que propôs. “Os temas que estavam planejados para serem elaborados foram executados em sua plenitude. Fizemos um debate sobre soberania nacional, sobre educação, sobre agricultura familiar, as conversas com o objetivo de verificar as políticas públicas durante os governos de Lula e Dilma e como estão sendo desmontados e temos que denunciar isso. Ainda fizemos grande atos de massa”.

O ex-presidente teve os recursos negados hoje pelo Tribunal Regional Federal da 4ª Região. Ele foi condenado a 12 anos e um mês de prisão pelos crimes de corrupção passiva e lavagem de dinheiro, no processo do Triplex.

Paraná

A caravana, que começou no dia 19, chegou hoje ao Paraná, pela cidade de Francisco Beltrão, no oeste do estado. De lá, deve seguir para Foz do Iguaçu, Quedas do Iguaçu, Laranjeiras do Sul e capital.

Curitiba

Lula passa por Curitiba no encerramento da caravana, na próxima quarta-feira (28), quando um ato está agendado para acontecer na Praça Santos Andrade, no centro da capital. Cerca de 850 pessoas tem interesse ou confirmaram presença no evento.

Protestos

A caravana do ex-presidente foi alvo de protestos, ovos e pedradas,  em São Miguel do Oeste (SC), neste domingo (25).

Na véspera, o hotel onde Lula estava hospedado em Chapecó foi cercado por aproximadamente cem pessoas, que tentavam bloquear seu acesso ao palco instalado numa praça a 200 metros dali. O ex-presidente deixou o hotel pelos fundos.

Nesta terça-feira (20), confrontos entre estudantes e manifestantes anti-Lula marcaram a chegada do petista à Universidade de Santa Maria. O caminhão em que estava o ex-presidente foi seguido por 20 carros de manifestantes com bandeiras do Brasil, que chegaram a bloquear o acesso a Santa Maria, na região central do estado.

Na segunda (19), Lula já havia sido recebido com protestos em Bagé, município na fronteira com o Uruguai que integra uma macrorregião marcada por concentração de propriedades agrícolas.

Previous ArticleNext Article
[post_explorer post_id="512629" target="#post-wrapper" type="infinite" loader="standard" scroll_distance="0" taxonomy="category" transition="fade:350" scroll="false:0:0"]