Política
Compartilhar

PT desmente revista sobre suposta ligação de Lula com o assassinato de Celso Daniel

O PT (Partido dos Trabalhadores) emitiu uma nota nesta sexta-feira (25) na qual afirma que acionará a revista Veja na Ju..

Redação - 25 de outubro de 2019, 15:32

Luis Macedo/Câmara dos Deputados
Luis Macedo/Câmara dos Deputados

O PT (Partido dos Trabalhadores) emitiu uma nota nesta sexta-feira (25) na qual afirma que acionará a revista Veja na Justiça por publicar uma reportagem que, supostamente, implica o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva no assassinato do ex-prefeito de Santo André (SP) Celso Daniel, em 2002. A reportagem é baseada em um depoimento do publicitário Marcos Valério, condenado nos casos Mensalão e Lava Jato.

"Veja foi longe demais, até para uma revista que sempre abusou de mentir sobre o PT, e terá de responder pelo crime que cometeu", diz trecho da nota, assinada pela presidente do Partido dos Trabalhadores, deputada Gleisi Hoffmann (PT-PR).

O Partido dos Trabalhadores afirma que a Veja omitiu fatos importantes para construir uma narrativa de perseguição a Lula. A entidade argumenta que o depoimento de Marcos Valério, apresentado como "recente", aconteceu há mais de um ano, nos dias 17 e 18 de outubro de 2018. Além disso, o PT alega que as declarações do publicitário não foram suficientes para que alguma investigação relacionada ao assassinato de Celso Daniel fosse retomada.

Conforme o PT, a tentativa de imputara a Lula alguma participação no assassinato do ex-prefeito de Santo André (SP) Celso Daniel trata-se de uma perseguição política. O partido afirma, ainda, que há uma série de tentativas fracassadas para incriminar o ex-presidente.

Entre elas, de acordo com o Partido dos Trabalhadores, está a Operação Carbono 14, desdobramento da Operação Lava Jato que envolveu figuras centrais do Caso Daniel, como o empresário Ronan Maria Pinto e o ex-secretário-geral nacional do PT Silvio José Pereira, o Silvinho Pereira.