Política
Compartilhar

Após doações, cerca de 13 mil beneficiários do Bolsa Família têm benefício suspenso

Com BandNews CuritibaMais de 39,8 mil famílias do Paraná tiveram o pagamento do Bolsa Família suspenso pelo governo fede..

Mariana Ohde - 10 de novembro de 2016, 10:28

Com BandNews Curitiba

Mais de 39,8 mil famílias do Paraná tiveram o pagamento do Bolsa Família suspenso pelo governo federal. Uma vistoria do Ministério do Desenvolvimento Social e Agrário identificou que os beneficiários tinham renda acima da permitida para permanência no programa.

Em todo o Brasil, são mais de 1,1 milhão de casos de irregularidades. Dos quase 40 mil paranaenses enquadrados, 19,5 mil tiveram o benefício cancelado e outro 20,3 mil foram bloqueados.

O cancelamento foi adotado para os repasses às famílias que possuem renda per capita acima de R$ 440. Já o bloqueio foi para quem tem ganhos entre R$ 170 e R$ 440.

A economia estimada aos cofres públicos é de R$ 2,4 bilhões anuais em todo o país. Segundo o ministro do Desenvolvimento Social, Osmar Terra, o dinheiro vai permanecer na pasta, e terá como destino outros programas sociais, mas também pode retornar ao Bolsa Família com um reajuste em 2017.

"O que estamos fazendo não é cortar recursos da área social. Esses recursos ficarão. Inclusive porque a programação orçamentária para o ano que vem, em relação ao Bolsa Família, é bem maior", afirma.

Segundo o secretário nacional de Renda de Cidadania, Tiago Falcão, os bloqueios e cancelamentos ainda podem ser revertidos, caso as famílias comprovem que houve erro no cruzamento de dados do governo. "Os bloqueis são feitos para que a família tenha a oportunidade de nos mostrar, nos comprovar, que a informação que identificamos pode ter algum erro, pode estar defasada, pode ter algum problema", disse.

De acordo com o governo federal, atualmente são cerca de 13,9 milhões beneficiários do Bolsa Família. Ao aderir ao programa, é necessário que se cumpram algumas determinações, como manter frequência escolar das crianças e garantir que o cartão de vacinação esteja sempre em dia.

Doações eleitorais

No dia 3 de novembro, 13 mil beneficiários foram convocados para atualização cadastral. O pagamento deles foi bloqueado após a constatação de que favorecidos pelo programa haviam feito doações eleitorais. O ministério informou que a atualização era necessária para verificar a coerência entre a doação e a renda das famílias.