Pesquisa Eleitoral: Rafael Greca lidera disputa pela prefeitura de Curitiba em 2020

Fábio Buchmann - CBN Curitiba

O Instituto Paraná Pesquisas realizou um levantamento sobre intenções de voto para as eleições municipais que ocorrem em 2020.

O Instituto ouviu 904 eleitores de Curitiba, entre os dias 16 e 20 de março. A margem de erro é de 3,5%. Foram três possíveis cenários apresentados aos entrevistados.

No primeiro, Rafael Greca, do PMN, tem 19,4%, seguido pelo ex-prefeito Gustavo Fruet, do PDT, que tem 15,7%. Ney Leprevost, do PSD, é o terceiro com 14,8%. Delegado Fernando Francischini, do PSL, tem 13,7%.

Depois vem o ex-prefeito Luciano Ducci, do PSB com 7,2%, Maria Victoria, do PP, tem 4,4%, João Arruda, do MDB, aparece com 3,8%, Miriam Gonçalves, do PT, tem 2,1%, o jornalista Paulo Martins, do PSC, aparece em penúltimo com 1,7%, seguido pelo também jornalista e advogado Ogier Bucchi, do PSL, que tem 0,7%.


Neste cenário, 10% dos entrevistados disseram que não votarão em ninguém. Não souberam responder 6,1%. No segundo cenário, aparece o deputado estadual Goura, do PDT, no lugar de Gustavo Fruet. Miriam Gonçalves sai de cena e entra o deputado estadual Tadeu Veneri, do PT.

Rafael Greca lidera com 21%, Ney Leprevost tem 16,7%, Fernando Francischini tem 16,4%. Na quarta posição aparece Luciano Ducci, com 9%, depois Maria Victoria, com 5%.

Na sequência: Tadeu Veneri tem 4,8%, João Arruda, 4,0%, Goura tem 3,3%, Paulo Martins, 1,9% e Ogier Bucchi tem 0,8%. Neste cenário, 11% disseram que não vão votar em nenhum dos possíveis candidatos. Não souberam ou não opinaram 6,3% dos eleitores abordados.

A terceira hipótese traz uma lista mais enxuta, com apenas 6 possíveis candidatos. Rafael Greca permanece liderando com 23,3%, Ney Leprevost tem 22,7%, Fernando Francischini tem 20,5%, João Arruda tem 5,8%, Goura tem 4,1% e Miriam Gonçalves fecha a lista com 3,8%. O Instituto Paraná Pesquisas também questionou os entrevistados sobre a avaliação da gestão de Rafael Greca. O índice de aprovação foi de 57,6%. Por outro lado, não aprovam a gestão do atual prefeito 39,2% dos eleitores curitibanos.

Post anteriorPróximo post
Comentários de Facebook