Governo do PR abre mais 50 leitos de UTI, e Ratinho critica “irresponsáveis” na pandemia

Vinicius Cordeiro

ratinho junior rocio paraná governo leitos uti

O governador Ratinho Junior anunciou a abertura de 50 novos leitos de UTI (Unidade de Terapia Intensiva) no Hospital do Rocio, em Campo Largo, na região metropolitana de Curitiba. Ao lado do secretário da Saúde, Beto Preto, ele reforçou que o Paraná ainda vive um momento de caos nos hospitais.

“Ainda estamos com o sistema de Saúde sobrecarregado em todas as regiões do Estado. Temos conseguido êxito nesse freio, fazendo com que as pessoas circulem menos, mas a curva da descida é muito lenta e precisamos manter nossos hospitais preparados para atender a população”, afirmou Ratinho.

O governador do Paraná ainda criticou quem insiste em desrespeitar as medidas de combate à covid-19, como a promoção de aglomerações e realizações de festas.

“Lamentar que ainda tem pessoas que acabam insistindo em fazer festa clandestinas e aglomerações que acabam impedindo que a gente diminua a curva o quanto antes. Nós vamos continuar vigilantes, aumentando cada vez a punição para esses irresponsáveis que acabam atrapalhando o trabalho de milhares de pessoas em tentar salvar vidas”, completou ele.

PARANÁ AMPLIA LEITOS DE UTI COM PRESENÇA DO GOVERNADOR RATINHO JUNIOR

Com as novas UTIs, o Paraná passa a contar com 4.686 leitos exclusivos para Covid-19 via SUS, entre enfermarias e UTI adultas e pediátricas.

Conforme o boletim desta segunda-feira (29), 93% das UTIs de todo o estado estão ocupadas. O índice, que era de 98% ontem, caiu com as aberturas de novas vagas. Vale lembrar que novos leitos foram inaugurados em Cascavel, Ponta Grossa e no Litoral, chegando a cerca de 120 vagas nos últimos 10 dias. Desde o início de fevereiro, são cerca de 600 UTIs abertas.

“Estamos no Hospital Rocio, o maior da América do sul em número de leitos de UTI e que é um grande orgulho para o Paraná. Atende 95% por SUS.  Estamos abrindo mais 52 leitos que vão atender Curitiba e RM, o que representa 10% dos leitos que hoje Curitiba tem instalado”, disse.

Por fim, Ratinho ainda destacou que todos os equipamentos usados nas novas UTIs do Hospital do Rocio foram doadas por empresas.

“Quero agradecer em especial aos empresários e empresas do Paraná. Esses equipamentos vem da iniciativa privada, é uma doação do setor produtivo do estado”, finalizou.

Conforme o governo do Paraná, os equipamentos foram disponibilizados pelas companhias: as cooperativas Lar, C. Vale, Copacol, Coopavel, Frimesa, Copagril, Primato, Frísia, Cooperativa Agrícola Mista de Ponta Grossa e Union; Sicoob Central e as agências do Sicredi de Palotina, Cafelândia, Toledo e Marechal Cândido Rondon; Mondelēz Brasil; Concessionária Barigui Automóveis; Muffato; Sanepar; Audi; Copel; Heineken; Ambev; Associação Paranaense de Supermercados (Apras); Sindicato Patronal do Comércio Atacadista (Sinca); Renault; DAF Caminhões; Grupo Positivo; Pennacchi; Funpar; Ebanx; Ademilar; Sindicato das Indústrias do Metal; Sindicato das Serrarias, Águia Sistemas de Armazenagem; Crown Embalagens Metálicas; Associação Comercial do Paraná; Sindicato do Comércio Atacadista e Distribuidoras do Estado do Paraná (Simca); Federação de Bens, Serviços e Turismo de Curitiba; e Braspine Madeira.

Previous ArticleNext Article
[post_explorer post_id="754441" target="#post-wrapper" type="infinite" loader="standard" scroll_distance="0" taxonomy="category" transition="fade:350" scroll="false:0:0"]