Ratinho promete ‘medidas duras’ contra Covid-19 após reuniões de emergência com prefeitos

Vinicius Cordeiro

ratinho junior paraná lockdown medidas covid-19

O governador Ratinho Junior (PSD) convocou os prefeitos das maiores cidades do Paraná e associações para duas reuniões de emergência sobre o momento crítico da pandemia de Covid19. Após os encontros na noite desta quinta, ele convocou uma apresentação do novo decreto, com medidas mais duras no comabte ao coronavírus, para às 11h desta sexta (26).

“É o pior momento da pandemia neste um ano de enfrentamento da doença. A ideia é apresentar para a sociedade um pacote de medidas mais duro nesta sexta-feira para conter o contágio e evitar o colapso na rede de atendimento. Queremos construir um esforço conjunto para frear a curva crescente no Paraná. Não é fácil, é uma decisão dura, mas é do nosso ofício tomar decisões difíceis”, afirmou ele.

Participaram da reunião os prefeitos Rafael Greca, de Curitiba, Professora Elizabeth, de Ponta Grossa, Ulisses Maia, de Maringá, e Marcelo Belinati, de Londrina, além de representantes da prefeitura de Cascavel.

Depois Ratinho Junior se reuniu com 19 associações municipais que congregam os 399 municípios, além da Associação dos Municípios do Paraná (AMP). Empresários também foram avisados sobre as complicações do sistema de Saúde por meio do vice-governador Darci Piana.

“A vacina causou uma falsa ilusão de proteção. Ela não chegou na quantidade suficiente, mas trouxe esperança, o que fez com que as aglomerações voltassem e as pessoas relaxassem nas medidas básicas de proteção. Serão dias de esforço pela frente para que possamos atender as pessoas dentro do nosso quadro de leitos hospitalares”, completa o secretário Beto Preto.

PARANÁ ADOTARÁ MEDIDAS PARA SALVAR VIDAS, DIZ RATINHO JUNIOR

De acordo com Ratinho Junior, houve crescimento de 900% na fila de pessoas procurando por leitos, seja enfermaria ou UTI, de Covid-19. O aumento exponencial já tinha sido alertado pelo secretário Beto Preto, que chegou a declarar que o Paraná está em situação de ‘colapso iminente’.

“Serão dias turbulentos, mas as medidas servirão para salvar vidas. Não podemos ter um colapso na saúde. Vamos vencer mais esse momento. Além disso, há muitos jovens sendo internados, o que antes não ocorria, e houve um aumento de 900% na fila de pessoas precisando de leitos hospitalares. É um cenário gravíssimo”, alega Ratinho.

Vale lembrar que o Paraná chegou a bater o recorde de mortes por covid-19 em 24 horas nesta semana. Conforme o último boletim, o estado acumula 628.999 casos confirmados e 11.380 mortes e tem 94% das UTIs ocupadas.

LOCKDOWN NO PARANÁ? QUAIS MEDIDAS DEVEM SER ANUNCIADAS

Uma das medidas que devem ser anunciadas no novo decreto de Ratinho Junior é o aumento no período do toque de recolher. Isso na verdade funciona como uma espécie de lockdown, ou seja, proíbe a circulação de pessoas em um período específico.

O Paraná já está com a medida em vigor das 00h às 5h. O governador justifica que a medida ajuda na diminuição de acidentes, o que dá um alívio no sistema de Saúde. Nesse cenário, uma das medidas do novo decreto deve ser a extensão desse tempo.

Outra novidade no novo decreto será a limitação ainda menor de pessoas em um mesmo evento. Atualmente o limite é de 25 pessoas.

Vale ressaltar que outras cidades e estados do Brasil estão adotando a mesma medida. Em São Paulo, a medida foi adotada nesta semana. O governador João Doria (PSDB) determinou a restrição entre 23h e 05h da manhã, impedindo a circulação de pessoas (com exceção dos trabalhadores nos serviços essenciais). Segundo o UOL, Doria negou o termo lockdown.

No Distrito Federal, o governador Ibaneis Rocha anunciou o lockdown noturno nesta quinta-feira.

Previous ArticleNext Article
[post_explorer post_id="747594" target="#post-wrapper" type="infinite" loader="standard" scroll_distance="0" taxonomy="category" transition="fade:350" scroll="false:0:0"]