Ratinho Junior anuncia reajuste parcelado aos servidores e concursos públicos

Francielly Azevedo e Fernando Garcel


O governador do Paraná, Ratinho Junior, anunciou na manhã desta quarta-feira (3) que pagará o reajuste salarial de 5,09% aos servidores públicos do estado. O percentual equivale a três anos e meio, e será parcelado.

“A gente espera que que isso possa amenizar as demandas dos servidores. Esse é um compromisso do governo do Estado. Agradeço aqueles que não entraram em greve em respeito a população”, disse Ratinho em coletiva de imprensa

Serão pagos:

  • 0,5% a partir de outubro
  • 1,5% a partir de março de 2020
  • 1,5% a partir de janeiro de 2021, desde que a receita corrente líquida de 2020 tenha crescido no mínimo 6,5% em relação a 2019
  • 1,5% a partir de janeiro de 2022 desde que a receita corrente líquida de 2021 tenha crescido no mínimo 7% em relação a 2020

Segundo o Governo, o impacto acumulado será de R$ 2,1 bilhões aos cofres públicos. “Eu disse ao longo da campanha passada que nós iriamos apresentar uma proposta ao servidores em cima de quatro anos, para gente não ter que ficar parando todo ano para fazer algum tipo de concessão que acaba muitas vezes prejudicando alunos, estudantes”, afirmou o governador.

Além disso, Ratinho Junior confirmou o reajuste do auxílio-alimentação, vale transporte e salário mínimo regional, que equivalem a R$ 23,8 bilhões em 2019. Serão criados oito polos de perícia médica para o interior do estado, no valor total de R$ 1,6 milhão em 2019.

Também serão mantidos os programas de progressões e promoções por todo período, anuênios e quinquênios. Isso, segundo o governo, terá um impacto total de R$ 1, 3 bilhão até 2022.

CONCURSOS PÚBLICOS

Outra demanda dos servidores era a contratação de mais pessoal, para isso teriam que ser realizados novos concursos públicos. Diante disso, Ratinho Junior confirmou a realização de concursos.

  • 2.560 policiais militares;
  • 400 policiais civis (sendo 50 delegados, 50 papiloscopistas e 300 investigadores);
  • 96 peritos e médicos para polícia científica;
  • 1.269 agentes de cadeia;
  • 400 profissionais para Secretaria da Saúde;
  • 80 profissionais para a Agência de Defesa Agropecuária do Paraná (Adapar);
  • 988 professores para Secretaria de Educação.

FIM DA LICENÇA PRÊMIO

A proposta do Governo impõe condições para ser dado o reajuste aos servidores. Uma delas é o fim da licença prêmio. As licenças já adquiridas serão preservadas, por isso o Estado vai criar um programa para indenizar ou assegurar quem já tem o direito adquirido.

“O governador vai mandar a mensagem das reposições salariais e o fim das licenças prêmios a partir de agora, para trás ainda valem”, afirmou o presidente da Assembleia Legislativa, Ademar Traiano.

Previous ArticleNext Article
Avatar
Jornalista, formada pela Universidade Tuiuti do Paraná. Tem passagens pela TV Educativa, TV Assembleia, TV Transamérica, CATVE, Rádio Iguassu e Folha de Londrina. Atualmente trabalha no Paraná Portal e na Rádio CBN.