Política
Compartilhar

Ratinho Junior assina termo para repasse de R$ 8,2 milhões ao Hospital Pequeno Príncipe

Hospital Pequeno Príncipe conta com o apoio dos recursos captados por meio de doações do Imposto de Renda e viabilizado pelo projeto Direito à Vida III.

Redação - 31 de maio de 2022, 15:41

Foto: Jonathan Campos/AEN
Foto: Jonathan Campos/AEN

O governador Ratinho Junior assinou nesta terça-feira (31) o termo de fomento do projeto Pelo Direito à Vida III, que repassa R$ 8,2 milhões ao Hospital Pequeno Príncipe, a maior instituição pediátrica do Brasil.

O valor que fica com o hospital é referente à terceira captação de recursos oriundos de renúncia fiscal, via doação do Imposto de Renda de pessoas físicas e jurídicas.

Do montante repassado, R$ 7,81 milhões são recursos do Fundo da Infância e do Adolescente (FIA), e os outros R$ 395,67 mil de contrapartida da instituição. Os recursos foram captados ao longo de 2020.

“O Hospital Pequeno Príncipe realiza um trabalho de excelência no cuidado da saúde da criança. Para nós é uma honra fazer parte de mais esse momento tão importante para assegurar a manutenção dos serviços do hospital, que é referência nacional e internacional e motivo de orgulho de todos os paranaenses”, disse o governador Ratinho Junior.

Ao todo, o projeto Pelo Direito à Vida III tem como meta atingir uma arrecadação de R$ 36,53 milhões. Na primeira captação de recursos, em 2019, o valor foi de R$ 2,53 milhões, pelo Banco de Projetos/FIA Doação. A segunda captação aconteceu no ano passado, e foi de R$ 7,69 milhões. Com os três repasses realizados – incluindo o desta terça-feira –, o total captado é de R$ 18,43 milhões.

“O Pequeno Príncipe trabalha no limite há muitos anos, especialmente no atendimento Sistema Único de Saúde. Nós fazemos uso desses mecanismos de captação de recursos, especialmente da renúncia fiscal, que é o que permite que a gente mantenha a prestação de um serviço de altíssima qualidade para o SUS”, explicou o diretor corporativo do Hospital Pequeno Príncipe, José Álvaro Carneiro, que ainda celebrou o equilíbrio financeiro por meio do projeto Direito pela Vida.