Relator vota pelo arquivamento de processo contra deputado Nelson Meurer

Francielly Azevedo


O deputado Mauro Lopes (MDB-MG) apresentou nesta terça-feira (4) o parecer pelo arquivamento do processo por quebra de decoro contra o deputado Nelson Meurer (PP-PR). O voto foi proferido no Conselho de Ética da Câmara. No entanto, um pedido de vista adiou a votação do caso no colegiado.

Na justificativa do voto, Lopes disse que “o caso ocorreu no mandato passado, antes de 2014, e mesmo assim o povo entendeu que ele deveria ser reeleito e foi reeleito pelo povo do Paraná”.

Além disso, o relator lembrou que o processo ainda está no Supremo Tribunal Federal (STF). “Tão logo estando transitado em julgado, será comunicado à Mesa da Câmara dos Deputados e ele terá o mandato cassado pelo Plenário”, avalia.

Em função do recesso branco, o Conselho só deve votar o arquivamento na segunda semana de outubro, após as eleições.

CONDENAÇÃO

No último dia 29 de maio, Meurer foi condenado por corrupção passiva (por 30 vezes) e lavagem de dinheiro (por 7 vezes) no âmbito da Operação Lava Jato, por atos cometidos entre 2006 e 2014. O deputado deverá cumprir pena de 13 anos, 9 meses e dez dias em regime fechado. Ele ainda não foi preso, pois aguarda a decisão sobre os últimos recursos que apresentou ao STF.

Meurer foi o primeiro detentor de mandato condenado pelo STF na Operação Lava Jato. Todas as irregularidades são negadas pelo parlamentar, que já soma 24 anos de Câmara Federal.

Previous ArticleNext Article
Avatar
Jornalista, formada pela Universidade Tuiuti do Paraná. Tem passagens pela TV Educativa, TV Assembleia, TV Transamérica, CATVE, Rádio Iguassu e Folha de Londrina. Atualmente trabalha no Paraná Portal e na Rádio CBN.