Política
Compartilhar

Vereador Renato Freitas é preso em Curitiba em ato pró-impeachment de Bolsonaro

O vereador Renato Freitas (PT) foi preso pela Guarda Municipal de Curitiba durante ato pró-impeachment contra o presiden..

Jorge de Sousa - 23 de julho de 2021, 20:35

O vereador Renato Freitas (PT) foi preso pela Guarda Municipal de Curitiba durante ato pró-impeachment contra o presidente da República, Jair Bolsonaro (sem partido), na noite desta sexta-feira (23).

Renato Freitas foi detido pelos guardas municipais na Praça Rui Barbosa - na região central de Curitiba, e levado de camburão até a Central de Flagrantes do bairro Portão.

A Guarda Municipal informou via nota que Renato Freitas foi detido após agredir um homem com um megafone e resistir a prisão. O órgão ainda apontou que encaminhou o inquérito para a Polícia Civil.

Essa é a segunda prisão do vereador neste ano, sendo que em 4 de junho, Renato Freitas foi detido pela Polícia Militar do Paraná, sob acusação de obstrução.

O vereador negou as acusações e disse que apenas estava jogando basquete com um amigo em uma praça de Curitiba, quando foram abordados pelos policiais militares.

Confira abaixo o momento da prisão do vereador durante ato pró-impeachment de Bolsonaro:

https://twitter.com/EduardoMatysiak/status/1418702581413695490?s=19

Confira abaixo a nota da Guarda Municipal de Curitiba:

A Guarda Municipal informa que o vereador Renato Freitas foi detido, no fim da tarde desta sexta-feira (23/7), depois de agredir um homem e resistir ao encaminhamento para a Central de Flagrantes.

O homem disse aos guardas municipais ter sido agredido pelo vereador com um megafone e por outras pessoas que o acompanhavam numa manifestação na Praça Rui Barbosa. Antes da detenção, o vereador foi convidado a acompanhar os guardas, mas resistiu. Caberá agora à polícia civil dar os devidos encaminhamentos.

LEIA MAIS: Família é presa em Maringá por aliciar crianças para trabalho escravo