Ricardo Barros será ministro da Saúde. Confira a lista de Temer

Andreza Rossini


O presidente interino da República, Michael Temer (PMDB), divulgou na tarde desta segunda-feira (12) os nomes que vão assumir 21 cargos em ministérios. O deputado federal paranaense Ricardo Barros (PP) foi confirmado como Ministro da Saúde do peemedebista.

Barros é o vice-presidente do PP e já atuou como secretário de Industria e Comércio e assuntos do Mercosul para o governo estadual. Ele é casado com Cida Borghetti, a vice-governadora do Paraná no governo de Beto Richa.

Abaixo, a lista dos novos ministros:

– Gilberto Kassab, ministro de Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações
– Raul Jungmann, ministro da Defesa
– Romero Jucá, Planejamento, Desenvolvimento e Gestão
– Geddel Vieira Lima, ministro-chefe da Secretaria de Governo
– Sérgio Etchegoyen, ministro-chefe do Gabinete de Segurança Institucional
– Bruno Araújo, ministro das Cidades
– Blairo Maggi, ministro da Agricultura, Pecuária e Abastecimento
– Henrique Meirelles, ministro da Fazenda
– Mendonça Filho, ministro da Educação e Cultura
– Eliseu Padilha, ministro-chefe da Casa Civil
– Osmar Terra, ministro do Desenvolvimento Social e Agrário
– Leonardo Picciani, ministro do Esporte
– Ricardo Barros, ministro da Saúde
– José Sarney Filho, ministro do Meio Ambiente
– Henrique Alves, ministro do Turismo
– José Serra, ministro das Relações Exteriores
– Ronaldo Nogueira de Oliveira, ministro do Trabalho
– Alexandre de Moraes, ministro da Justiça e Cidadania
– Mauricio Quintella, ministro dos Transportes, Portos e Aviação Civil
– Fabiano Augusto Martins Silveira, ministro da Fiscalização, Transparência e Controle (ex-CGU)
– Fábio Osório Medina, AGU

Impeachment

A presidente Dilma Rousseff exonerou os ministros que trabalhavam no seu governo na manhã desta quinta-feira (12), devido ao afastamento da então presidente após aceitação do processo de impeachment no Senado. 28 dos 31 ministros perderam os cargos.

Dilma exonera Lula, Cardozo e Wagner

Previous ArticleNext Article