Política
Compartilhar

Richa anuncia decisão semana que vem; “se eu fico no governo posso estar encerrando minha trajetória política”

Fábio Buchmann/ CBNCuritibaO governador Beto Richa disse nesta quinta-feira (15) que não passa da semana que vem ..

Jordana Martinez - 15 de março de 2018, 15:43

Governador Beto Richa, acompanhado da vice governadora Cida Borghetti, do secretário da Segurança Pública e Administração Penitenciária, Julio Cezar dos Reis, da secretária da Família e Desenvolvimento Social, Fernanda Richa e demais autoridades, inaugura o novo prédio do Instituto Médico-Legal de Curitiba, no bairro Tarumã. A estrutura tem 6.500 metros quadrados e abrigará a administração superior da Polícia Científica do Paraná e além da gerência de laboratórios forenses. - Curitiba/Pr, 15/03/2018.
Foto: Arnaldo Alves/ANPr
Governador Beto Richa, acompanhado da vice governadora Cida Borghetti, do secretário da Segurança Pública e Administração Penitenciária, Julio Cezar dos Reis, da secretária da Família e Desenvolvimento Social, Fernanda Richa e demais autoridades, inaugura o novo prédio do Instituto Médico-Legal de Curitiba, no bairro Tarumã. A estrutura tem 6.500 metros quadrados e abrigará a administração superior da Polícia Científica do Paraná e além da gerência de laboratórios forenses. - Curitiba/Pr, 15/03/2018. Foto: Arnaldo Alves/ANPr

Fábio Buchmann/ CBNCuritiba

O governador Beto Richa disse nesta quinta-feira (15) que não passa da semana que vem o anúncio da decisão sobre o futuro político dele: se fica até o fim do mandato ou se deixa o cargo para se candidatar a uma vaga no Senado. A data limite para que a decisão seja tomada é o próximo dia 07 de abril.

Em entrevista durante a inauguração do novo IML de Curitiba, no bairro do Tarumã, Richa não quis adiantar a decisão. Voltou a dizer que está em um bom momento na administração.

“Tenho que pensar mesmo se desincompatibilizo do Governo num momento em que estamos no auge. O melhor momento do Governo é agora", afirmou.

Richa ainda disse que, caso decida ficar no Governo, pode estar encerrando a trajetória política.

Perguntado sobre a opção de não disputar nenhum cargo, o governador disse que essa é sim uma possibilidade.

“Já fui prefeito duas vezes, duas vezes governador. Acho que cumpri com a minha missão. Não tenho grandes ambições na vida pública não”, declarou.

O governador afirmou ainda que está conversando com aliados e companheiros de Partido para tomar a decisão.