Política
Compartilhar

Secretaria de Defesa Agropecuária deve priorizar combate a fraudes em insumos

Entre as prioridades do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa), para este e o próximo ano, estão pro..

Mariana Ohde - 28 de fevereiro de 2017, 11:05

Entre as prioridades do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa), para este e o próximo ano, estão projetos de combate à fraude em insumos de origem animal e vegetal e planejamento de médio e longo prazo para mudar o estado sanitário de pragas e doenças, como a mosca da fruta e a febre aftosa.

Para avançar nessas ações, técnicos do ministério participaram, desde quinta-feira (23), de oficinas de planejamento realizadas pela Secretaria de Defesa Agropecuária (SDA) com o tema Transformando Desafios e Oportunidade em Resultados.

As palestras giram em torno dos resultados alcançados em 2016 e a previsão do que será ampliado e implementado nestes dois anos, com o objetivo de contribuir para a meta estabelecida pelo ministro Blairo Maggi, de elevar a participação do agronegócio brasileiro no mercado mundial dos atuais 6,9% para 10% em cinco anos.

No balanço de 2016, de acordo com o secretário de Defesa Agropecuária, Luis Rangel, se destacam o fortalecimento das áreas de planejamento, de acompanhamento e inteligência, e a agilização de processos administrativos. "Na oficina do ano passado, identificamos os principais riscos internos e externos para produtos de origem vegetal e animal, o que permitiu melhorar o relacionamento com a vigilância sanitária internacional”, observou, acrescentando que fortalecer a rede de laboratórios foi uma estratégia de sucesso, "que queremos repetir em outros setores, nos organizando e pensando de maneira coletiva”.

Participam do evento diretores de departamentos e coordenadores. "A finalidade da oficina é pactuar planos estratégicos de cada um dos departamentos e levá-los ao ministro para trabalharmos com mais foco”, explicou o secretário.