Segunda Turma do STF mantém prisão de ex-deputado André Vargas

Jordana Martinez

Ex-deputado federal André Vargas. (Imagem / reprodução)

A Segunda Turma do Suprema Tribunal Federal (STF) negou, por unanimidade, em julgamento virtual, recurso do ex-deputado André Vargas (PT-PR), preso desde abril de 2015.

Vargas foi o primeiro político condenado na Lava Jato. O ex-deputado já foi condenado em outras duas ações e teve a sentença confirmada em segunda instância em uma delas a 13 anos e 10 meses de prisão.

De acordo com a acusação ele teria recebido um milhão e cem mil reais de um esquema de repasse de dinheiro de uma agência de publicidade contratada pelo Ministério da Saúde e pela Caixa. Essa ação penal estava relacionada à 11ª fase da Lava Jato. O ex-deputado teria recebido cerca de R$ 1 milhão em vantagem indevida pela contratação da agência de publicidade Borghi & Lowe em licitações federais. Essa condenação foi confirmada na segunda instância.

Em outro processo, André Vargas é acusado de receber propina na contratação de uma empresa de informática pela Caixa Econômica Federal. O ex-deputado também foi condenado a 4 anos e seis meses, em primeira instância, acusado de lavagem de dinheiro, num total de R$ 480 mil, na compra de uma casa. A defesa nega as acusações.

Previous ArticleNext Article
Jordana Martinez
Profissional multimídia com passagens pela Tv Band Curitiba, RPC, Rede Massa, RicTv, rádio CBNCuritiba e BandNewsCuritiba. Hoje é editora-chefe do Paraná Portal.
[post_explorer post_id="522214" target="#post-wrapper" type="infinite" loader="standard" scroll_distance="0" taxonomy="category" transition="fade:350" scroll="false:0:0"]