Sem aviso, vereadores revogam redução de salários no Paraná

Narley Resende


Os vereadores de Jacarezinho, Norte do Paraná, revogaram a redução salarial de 30% que tinha sido aprovada em agosto do ano passado. Com cinco votos favoráveis e quatro contrários na noite de segunda-feira (13), os vereadores decidiram não reduzir os próprios salários para a próxima legislatura. O projeto de lei segue para sanção do prefeito.

Com o corte de 30%, o salário dos futuros vereadores diminuiria de R$ 6,2 mil para R$ 4.340. Agora, com a decisão, os salários voltam ao valor inicial. O Observatório Social de Jacarezinho informou que vai recorrer da decisão. O movimento acusa o presidente da Câmara de Vereadores Valdir Maldonado (PDT) de ter agido sem publicar a intenção de revogar a lei.

“Dada a circunstância que se deu a votação, tendo sido apresentado o projeto momentos antes da sessão, o presidente da Câmara, nitidamente com medo que tomássemos conhecimento dessa traição, deixou de zelar pela prévia publicidade dos atos legislativos”, publicou o grupo.

A pauta da sessão que votou o projeto na segunda-feira (13) foi publicada no site da Câmara às 19h, pouco antes da votação. Em outros dias, conforme o site, as pautas são publicadas sempre no início da tarde.

jacarezinho
Reprodução / CMJ

No ano passado, o anúncio da redução de 30% já tinha sido motivo de revolta entre os moradores, que exigiram um corte maior. No dia 3 de agosto, por causa da revolta dos moradores da cidade o presidente da Câmara de Vereadores precisou ir embora em um camburão da Polícia Militar. Valdir Maldonado (PDT) havia se recusado a colocar em discussão o projeto de iniciativa popular.

A iniciativa da população de Jacarezinho é semelhante ao caso da cidade vizinha, Santo Antônio da Platina. Em junho do ano passado, a pressão dos moradores, que lotaram a Câmara, fez com que os vereadores não votassem um projeto de aumento nos próprios salários e ainda conseguiram um feito inédito no Paraná, fizeram os parlamentares reduzirem os valores para R$ 970.

Por telefone, a assessoria de Valdir Maldonado informou nesta que ele estava em viagem e que não poderia atender a reportagem.

Previous ArticleNext Article