Em Curitiba, Ciro avalia como “um trauma” retirada de Lula da eleição

Lorena Pelanda e Francielly Azevedo - CBN Curitiba


O candidato à presidência da República, ex-ministro Ciro Gomes, do PDT, cumpre agenda neste sábado (01), no Paraná. Na manhã de hoje, ele fez uma caminhada na rua XV de Novembro, no Centro de Curitiba. Em seguida, o candidato se reúne com representantes do Sindicato dos Metalúrgicos da Grande Curitiba, que fica no bairro Água Verde.

Em um cenário sem Lula, as pesquisas recentes apontam um crescimento das intenções de voto para Ciro. Questionado sobre a possibilidade de herdar os eleitores do petista, o candidato do PDT disse que não é tão simples assim. “Eu vejo o povo brasileiro como um povo livre de currais, de tanger para lá ou para cá. Não é um chiqueiro de bode que você puxa para ali ou acolá, estamos em pleno século XXI”, avaliou.

Sobre a ausência de Lula nas eleições, Ciro Gomes afirma que a campanha deve mudar. ” Fico triste com a decisão dessa sexta-feira (31). Não é nada bom para o Brasil. Ter o maior líder do país que não consegue concorrer às eleições é lamentável. Acho que o povo brasileiro pode olhar para o debate com mais clareza”, afirma.

Com a desistência de Osmar Dias, o PDT não tem candidato ao governo no Paraná e assim apoiou João Arruda (MDB), cujo o candidato à presidência é Henrique Meirelles. Na chapa de Arruda, ainda está o PCdoB, de Manuela D’Ávila, sondada como vice de Fernando Haddad, na chapa do PT sem Lula. O palanque triplo pode confundir o eleitor paranaense na avaliação de Ciro Gomes. “É  inevitável isso acontecer no Brasil, por existir 35 partidos e ter eleições simultâneas. O que devemos buscar é uma linha de decência e de compromisso popular. Jamais, nenhuma aliança se replicou no país de forma coerente. Aqui, temos uma figura e que é um ‘tesouro’. É o senador Roberto Requião que organizou essa aliança”, afirma Ciro Gomes.

(Crédito: Francielly Azevedo)

Depois de Curitiba, Ciro Gomes cumpre agenda no interior do Paraná. Ele passa em Francisco Beltrão, na região sudoeste do Estado. No fim da tarde, o candidato vai para Londrina, no norte paranaense, e se reúne com representantes do Sindicato dos Eletricitários.

 

 

Previous ArticleNext Article
Coordenadora de jornalismo da rádio BandNews FM Curitiba
[post_explorer post_id="549996" target="#post-wrapper" type="infinite" loader="standard" scroll_distance="0" taxonomy="category" transition="fade:350" scroll="false:0:0"]