Política
Compartilhar

Senado descumpre decisão do STF e mantém Renan na presidência

A Mesa Diretora do Senado anunciou que não vai cumprir a decisão liminar do ministro Marco Aurélio Mello de afastar o pr..

Jordana Martinez - 06 de dezembro de 2016, 15:41

A Mesa Diretora do Senado anunciou que não vai cumprir a decisão liminar do ministro Marco Aurélio Mello de afastar o presidente do Senado, Renan Calheiros (PMDB-AL).

Em nota à imprensa, a mesa diretora informou que irá aguardar a decisão final do plenário do Supremo Tribunal Federal (STF)

A decisão foi tomada durante uma reunião entre os integrantes da Mesa. Segundo senadores que participaram do encontro, Renan Calheiros acredita que tem respaldo jurídico, com base na independência dos poderes, para não assinar a notificação sobre a decisão de Marco Aurélio Mello, que ordenou o afastamento do senador do PMDB do comando do Senado.

Em um rápido pronunciamento, Calheiros criticou a medida do ministro do STF de afastá-lo da presidência.

"Ao tomar uma decisão para afastar, a nove dias do término do mandato, um presidente do Senado Federal, chefe de um poder, por decisão monocrática, a democracia, mesmo no Brasil, não merece esse fim".

A Mesa decidiu ainda conceder prazo regimental para que Renan apresente sua defesa. O oficial de Justiça deixou a presidência do Senado por volta das 15hs sem a assinatura do presidente do Senado na notificação.