Política
Compartilhar

Sergio Moro desiste de candidatura à presidência da República

Sergio Moro assinou filiação ao União Brasil, partido resultante da fusão entre o DEM e o PSL. Ele estava no Podemos com o objetivo de concorrer ao Planalto.

Johan Gaissler - 31 de março de 2022, 16:22

(Foto: Geraldo Bubniak/AGB)
(Foto: Geraldo Bubniak/AGB)

O ex-ministro e ex-juiz federal Sergio Moro anunciou na tarde desta quinta-feira (31) que desistiu da candidatura à presidência da República. Moro filiou-se ao Podemos no final de 2021 com o objetivo de concorrer ao Palácio do Planalto.

No entanto, o ex-aliado do presidente Jair Bolsonaro (PL) mudou de partido e, como consequência, o foco para uma candidatura nas eleições de outubro de 2022. Sergio Moro assinou filiação ao União Brasil, partido resultante da fusão entre o DEM e o PSL.

Em comunicado oficial feito por ele nas redes sociais, ele diz: 

"O Brasil precisa de uma alternativa que livre o país dos extremos, da instabilidade e da radicalização. Por isso, aceitei o convite do presidente nacional do União Brasil, Luciano Bivar, para me filiar ao partido e, assim, facilitar as negociações das forças políticas de centro democrático em busca de uma candidatura presidencial única. A troca de legenda foi comunicada à direção do Podemos, a quem agradeço todo o apoio. Para ingressar no novo partido, abro mão, nesse momento, da pré-candidatura presidencial e serei um soldado da democracia para recuperar o sonho de um Brasil melhor".

Na última pesquisa divulgada pelo Ipespe, Sergio Moro ocupava a terceira colocação, atrás de Lula (PT) e Jair Bolsonaro (PL), e tecnicamente empatado com Ciro Gomes (PDT).