Política
Compartilhar

STF abre investigação contra políticos na Operação Carne Fraca

O Supremo Tribunal Federal (STF) abriu 19 inquéritos para investigar políticos que foram citados em delações premiadas d..

André Richter - Repórter da Agência Brasil - 15 de janeiro de 2019, 22:15

CURITIBA, PR - 17.03.2017: OPERAÇÃO-CARNE FRACA - Movimentação na sede da Superintendência da Polícia Federam em Curitiba. Foi deflagrada nesta sexta-feira, 17, a Operação Carne Fraca para combater corrupção de agentes públicos federais e crimes contra Saúde Pública. A Justiça mandou bloquear até R$ 1 bilhão dos investigados. (Foto: Geraldo Bubniak/AGB/Folhapress)
CURITIBA, PR - 17.03.2017: OPERAÇÃO-CARNE FRACA - Movimentação na sede da Superintendência da Polícia Federam em Curitiba. Foi deflagrada nesta sexta-feira, 17, a Operação Carne Fraca para combater corrupção de agentes públicos federais e crimes contra Saúde Pública. A Justiça mandou bloquear até R$ 1 bilhão dos investigados. (Foto: Geraldo Bubniak/AGB/Folhapress)

O Supremo Tribunal Federal (STF) abriu 19 inquéritos para investigar políticos que foram citados em delações premiadas de investigados na Operação Carne Fraca, da Polícia Federal (PF), deflagrada em 2017. A ministra Cármen Lúcia será a relatora das investigações.

Os detalhes das investigações não foram divulgados porque estão em segredo de Justiça. Há dois anos, a Operação Carne Fraca revelou o envolvimento de ex-fiscais do Ministério da Agricultura em um esquema de liberação de licenças e fiscalização irregular de frigoríficos por meio do recebimento de vantagens indevidas.

Em 2017, as investigações levaram a União Europeia a proibir a importação de carne de frango de pelo menos 20 frigoríficos brasileiros. Empresas investigadas foram acusadas de fraudar resultados de análises laboratoriais relacionados à contaminação pela bactéria salmonella pullorum.