TCE lista mais de mil políticos paranaenses possivelmente inelegíveis

Andreza Rossini


O Tribunal de Contas do Paraná (TCE) encaminhou uma lista ao Tribunal Regional Eleitoral, nesta quarta-feira (16), com nomes de 1.058 políticos e agentes públicos, que tiveram as contas reprovadas nos últimos oito anos.

Todos os citados podem ser impedidos de disputar as eleições que acontecem no mês de outubro deste ano. A lista relaciona quem teve as contas julgadas irregulares desde agosto de 2008, os dados foram extraídos de um cadastro onde há o cruzamento de dados de pessoas físicas, detentoras ou não de cargo ou função pública, que tiveram as próprias contas julgadas irregulares pelo tribunal.

O responsável pela coordenação de execuções do órgão, afirma que a responsabilidade de tornar um candidato inelegível é da Justiça Eleitoral. “O fato de ter as contas julgadas irregular, pela lei da Ficha Limpa, por exemplo, é um dos critérios que pode levar a inelegibilidade dos gestores”, afirmou em entrevista á rádio CBN Curitiba.

Os prefeitos em relação às prestações de contas anuais não integram a lista, já que nessa situação o julgamento não é feito pelo TCE e sim pelo órgão de controle e emissão de parecer prévio, recomendando a aprovação ou reprovação das contas. As Câmaras Municipais precisam julgar os prefeitos e informar à Justiça Eleitoral.

Mais nomes podem aparecer até o dia 15 de agosto, que é o prazo para o registro dos candidatos que pretendem disputar as eleições.

“Nada impede que o TCE faça os encaminhamentos necessários até a data das eleições, com a atualização daqueles que tiverem as contas julgadas irregulares a partir de agora”, disse também em entrevista à CBN.

A lista não inclui quem foi julgado pelo TCE, mas ainda pode recorrer da decisão.

 

Previous ArticleNext Article
[post_explorer post_id="365871" target="#post-wrapper" type="infinite" loader="standard" scroll_distance="0" taxonomy="category" transition="fade:350" scroll="false:0:0"]