Política
Compartilhar

TCU analisa praças de pedágio desativadas e pede explicações

Após inspecionar as praças, no final de abril, o Tribunal de Contas da União apontou problemas na estrutura e na segurança para os usuários.

Redação - 08 de maio de 2022, 09:27

Foto: Rodrigo Felix Leal/SEIL
Foto: Rodrigo Felix Leal/SEIL

O Tribunal de Contas da União pediu explicações sobre a situação das praças de pedágios desativadas no Paraná. As informações são da BandNews FM.

Os ofícios foram enviados para a Agência Nacional de Transportes Terrestres e para o Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes, com prazo de 15 dias para as respostas.

O TCU realizou uma inspeção nos locais entre os dias 25 e 29 de abril.

O relatório final aponta para problemas nas estruturas e para a necessidade de readequação, que fica sob responsabilidade da futura concessionária.

O Tribunal questiona também a segurança dos usuários.

Com as praças desativadas desde novembro de 2021, o leilão de rodovias é previsto para 2023.