Testemunha de Lula, Gilberto Gil diz desconhecer corrupção no governo petista

Roger Pereira

O cantor Gilberto Gil prestou depoimento, nesta quinta-feira, como testemunha de defesa do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, no processo relativo à denúncia de recebimento de vantagens indevidas por Lula através de melhorias que a Odebrecht e a OAS realizaram em um sítio frequentado por Lula em Atibaia-SP.

Ministro da Cultura durante cinco anos e meio do governo Lula, Gil foi arrolado como testemunha para atestar índole e boa fé do réu. Além dele, deveriam depor nesta quinta os também ex-ministros de Lula Dilma Rousseff e Fernando Haddad, mas a defesa desistiu da oitiva da ex-presidente e do candidato a vice-presidente.

Respondendo apenas “não” e “nunca”, Gilberto Gil negou que durante os anos que esteve no governo federal tenha testemunhado ou tomado conhecimento de qualquer ato de corrupção do ex-presidente, principalmente no que diz respeito a atos que beneficiariam as construtoras OAS e Odebrecht.

Gil, que disse que, na função de ministro tinha contato permanente com o presidente Lula, participando de reuniões, audiências, despachava com o presidente, eram diversas as situações, também disse desconhecer a afirmação inicial do Ministério Público Federal na denúncia, de que “após assumir o cargo de presidente da República, Lula comandou a formação de um esquema delituoso de desvio de recursos públicos destinado a enriquecer ilicitamente, bem como visando a perpetuação criminosa no poder, comprar apoio parlamentar e financiar caras campanhas eleitorais”.


Encerradas as perguntas da defesa do ex-presidente, o juiz Sergio Moro perguntou, então, se Gilberto Gil conhecia e conviveu com Antonio Palocci, José Dirceu e João Santana e se tinha conhecimento de atos de corrupção e lavagem de dinheiro dos três. O ex-ministro disse que trabalhou e conviveu com os três, mas desconhecia suas ações criminosas. “O senhor sabe que Palocci e Santan são confessos em relação a corrupção e lavagem de dinheiro”, reforçou Moro. “Ouvi notícias, mas na época, não tinha conhecimento”, respondeu Gil.

Post anteriorPróximo post
Roger Pereira
Repórter do Paraná Portal
Comentários de Facebook