Política
Compartilhar

Título de eleitor: ação auxilia na emissão da primeira via

Grupo 'Paraná Pós Pandemia' esteve nas instituições nos dias 28 e 29 de abril, com o objetivo de destacar a importância de ser um cidadão politicamente ativo.

Redação - 30 de abril de 2022, 17:00

(Foto: Divulgação)
(Foto: Divulgação)

Uma ação popular em escolas estaduais de Curitiba auxiliou jovens na emissão da primeira via do título de eleitor. O grupo, chamado de 'Paraná Pós Pandemia', esteve nas instituições nos dias 28 e 29 de abril, com o objetivo de destacar a importância de ser um cidadão politicamente ativo.

No estado, o número de menores de 18 anos aptos a votar caiu nos últimos quatro anos. Em janeiro de 2018, eram 82.028. Já em janeiro de 2022, são 35.548.

A menos de uma semana do dia 4 de maio, quando termina o prazo para emissão e regularização do título de eleitor, cerca de 1,1 milhão de jovens entre 16 e 17 anos se cadastraram para votar. Esse número representa apenas 20% do eleitorado nesta faixa etária no Brasil.

“Muitos desses jovens não tem acesso a smartphones e redes de internet para realizar o preenchimento do cadastro e envio de documentos. Gostaríamos de ajudá-los a transpor essa barreira oferecendo a infraestrutura necessária para garantir esse direito de escolherem seus representantes”, ressalta Marcus Ganter, especialista em políticas públicas e um dos idealizadores da ação.

Ele também conta que a promover a pauta dentro das escolas já é uma forma de despertar o espírito democrático a essa faixa etária: “Levar essas discussões para dentro do ambiente escolar também é uma forma de mostrar que os jovens são fundamentais para promover uma sociedade mais justa e democrática”.

ESTUDANTES COM O PRIMEIRO TÍTULO DE ELEITOR

Lucas Massinhã, de 17 anos, afirmou que a orientação na escola foi fundamental para ele conseguir emitir o título de eleitor. “Se não tivesse essa estrutura aqui, provavelmente não ia conseguir fazer o documento”, afirma.

Ana Paula Tuchinski, de 16 anos, destacou o incentivo que ela teve. “Se fosse em casa, iria esperar até os 18 anos para tirar o título.