TJ manda deputado retirar do ar vídeo em que ataca Gleisi Hoffmann

BandNews FM Curitiba


O desembargador Carvílio da Silveira, do Tribunal de Justiça do Paraná, determinou por meio de medida cautelar que o deputado estadual Missionário Ricardo Arruda (PEN), retire do ar um vídeo, publicado no Facebook, considerado ofensivo à senadora e presidente nacional do PT, Gleisi Hoffmann.

A partir do momento em que receber a notificação judicial, expedida na última sexta-feira, o deputado terá 24 horas para cumprir a determinação. No vídeo, Arruda usa expressões como“partido criminoso”, “mentirosos, bandidos e vagabundos”. Na decisão, o desembargador afirma que há “o perigo de dano à honra” da senadora, presidente da legenda.

Ricardo Arruda responde nesse caso por crime de injúria e o processo tramita em órgão especial do TJ. Gleisi afirmou que “é preciso dar um basta na cultura de agressão, caluniosa e difamatória, que extrapola a liberdade de expressão”.

Quando Gleisi moveu a ação, na semana passada, Ricardo Arruda reclamou da reação. Segundo ele, “a senadora não aguentou ouvir a verdade e optou por processa-lo”, escreveu no Facebook. Até a manhã desta terça-feira (19) o vídeo ainda estava na página do deputado.

Previous ArticleNext Article
em 20 minutos tudo pode mudar
[post_explorer post_id="511407" target="#post-wrapper" type="infinite" loader="standard" scroll_distance="0" taxonomy="category" transition="fade:350" scroll="false:0:0"]