Toffoli nega pedido de Witzel e mantém julgamento que deve confirmar afastamento do governador

Folhapress

dias toffoli stf coronavírus

O presidente do STF (Supremo Tribunal Federal), ministro Dias Toffoli, negou nesta quarta-feira (2) pedido do governador do Rio de Janeiro, Wilson Witzel (PSC), para suspender o julgamento de seu afastamento do cargo pela Corte Especial do STJ (Superior Tribunal de Justiça).

A sessão da Corte Especial está prevista para ocorrer na tarde desta quarta-feira, quando os 15 ministros que compõem o colegiado decidirão sobre a liminar do colega Benedito Gonçalves, relator no STJ das investigações sobre desvios de verbas da Saúde no Rio de Janeiro.

A pedido da PGR (Procuradoria Geral da República), Gonçalves determinou o afastamento de Witzel das funções de governador por um prazo de 180 dias.

Previous ArticleNext Article