TSE ouve empresários ligados a gráficas investigadas na chapa Dilma-Temer

Andreza Rossini


Os empresários Rodrigo Zanardo e Rogério Zanardo, apontados como proprietários da gráfica Red Seg, depuseram nesta segunda-feira (20) ao Tribunal Superior Eleitoral (TSE) em processo que investiga pagamentos irregulares por serviços prestados à chapa Dilma-Temer, que venceu as eleições presidenciais de 2014.

A advogada de defesa, Cássia Resende, disse que tudo que era necessário já foi esclarecido. Ela negou que seus clientes sejam donos da Red Seg. “Eles não são proprietários da gráfica e somente fizeram algumas parcerias comerciais. O serviço contratado foi prestado e os produtos foram entregues”, disse. A advogada se negou a dar mais informações: “o restante é com a condução do processo e dos juízes”.

As testemunhas foram convocadas pelo ministro Herman Benjamin, do TSE, e os depoimentos foram transmitidos por videoconferência para Brasília, a partir da sede do Tribunal Regional Eleitoral (TRE) em São Paulo. Ainda serão ouvidos Carlos Cortegoso, ligado à Focal Comunicação Visual, e seu ex-motorista Jonathan Gomes Bastos. As oitivas fazem parte do processo no qual o PSDB pediu a cassação da chapa.

De acordo com relatório elaborado pela Polícia Federal (PF), há suspeitas de pagamentos irregulares a três gráficas que prestaram serviços à campanha presidencial: VTPB Serviços Gráficos e Mídia, a Focal Confecção e Comunicação Visual e a Rede Seg Gráfica Eireli.

Previous ArticleNext Article