Vaccarezza entrega carta de fiança a Moro

Juliana Goss - BandNews FM Curitiba


Depois de mais de um ano de atraso, o ex-deputado Cândido Vaccarezza, do Avante de São Paulo, entregou uma carta de fiança bancária no valor de R$ 1,5 milhão ao juiz Sérgio Moro. O documento é uma garantia bancária de pagamento do valor. Moro pediu que o Ministério Público Federal se manifeste a respeito em até 5 dias. O ex-parlamentar foi preso em 2017 durante a 44ª fase da operação Lava Jato, mas foi solto dias depois para fazer um tratamento de saúde.

À época, a Justiça Federal impôs a ele o pagamento de fiança. Desde o início de agosto deste ano, o juiz Sérgio Moro cobra o pagamento do valor. O ex-deputado é acusado de envolvimento em fraude para aquisição de asfalto pela Petrobras enquanto era líder do Partido dos Trabalhadores na Câmara.

Entre 2010 e 2013, foram cinco contratos, estimados em cerca de 74 milhões de dólares. Segundo a denúncia, o esquema movimentou pelo menos US$ 2 milhões de dólares em propina. Teriam sido beneficiados, além do ex-deputado do PT, o então diretor de Abastecimento da Petrobras, Paulo Roberto Costa, dois gerentes da estatal, operadores financeiros e lobistas.

Vaccarezza e mais 9 investigados são réus em um processo da Lava Jato por formação de quadrilha, corrupção e lavagem de dinheiro. O ex-parlamentar foi candidato nas eleições deste ano, mas não conseguiu se eleger como Deputado Federal pelo partido Avante, de São Paulo.

 

Previous ArticleNext Article
[post_explorer post_id="563106" target="#post-wrapper" type="infinite" loader="standard" scroll_distance="0" taxonomy="category" transition="fade:350" scroll="false:0:0"]