Vacina Covid-19 no Paraná: Alep vai destinar R$ 100 milhões para compra de imunização

Mirian Villa


A Alep (Assembleia Legislativa do Paraná) vai destinar R$ 100 milhões para a compra de vacinas contra a Covid-19. O anúncio foi realizado uma semana após o Governo do Estado apresentar uma emenda ao projeto sobre a LDO (Lei de Diretrizes Orçamentárias) de 2021 para destinar uma parte do dinheiro para a imunização contra o novo coronavírus.

O comunicado foi feito em uma sessão remota nesta quarta-feira (29) e a formalização da parceria irá acontecer na próxima segunda-feira (3), durante uma videoconferência. Segundo Ademar Traiano (PSDB), presidente do Legislativo, a transferência será feita com o compromisso de que o recurso será destinado para a compra da vacina contra a Covid-19 no Paraná.

“A sobra do orçamento é para que o Governo tenha a segurança desse recurso financeiro para a compra da vacina do coronavírus. Nós estamos dando mais uma contribuição para a sociedade paranaense com essa disponibilidade de recursos.”

Uma emenda ao projeto de LDO também garante a destinação de R$ 100 milhões no orçamento de 2021 para a aquisição das vacinas contra a Covid-19, evitando entraves burocráticos para agilizar a compra quando o produto estiver disponível no mercado.

VACINA CHINESA CONTRA A COVID-19 DEVE SER PRODUZIDA NO PARANÁ

Na última segunda-feira (27), o Governo do Paraná discutiu com o ministro-conselheiro da Embaixada da China no Brasil, QU Yuhui, e com dirigentes do laboratório Sinopharm para fechar uma parceria e produzir a vacina contra a Covid-19 no Tecpar (Instituto de Tecnologia do Paraná).

A terceira fase de testes da empresa foi iniciado em julho, nos Emirados Árabes, e teve a participação de 15 mil voluntários. “O objetivo do Paraná é fazer a terceira fase do teste aqui no nosso Estado e, com a aprovação por parte da Anvisa e do Ministério da Saúde, a produção da vacina elaborada pela Sinopharm através do Tecpar”, explicou o governador Ratinho Junior.

Além da opção chinesa, o Paraná também está negociando parcerias com outra empresa chinesa, a Sinovac, que está produzindo a Coronavac, e a uma empresa da Rússia.

Previous ArticleNext Article