Deputados adiam votação de projeto que libera cerveja nos estádios

Andreza Rossini


Atualizado 17hs

Foi adiada a votação do polêmico projeto que libera a venda e o consumo de cerveja nos estádios de futebol e arenas esportivas do Paraná.  O projeto de lei nº 50/2017, estava na pauta da sessão plenária desta segunda-feira (12), na Assembleia Legislativa do Paraná (Alep), mas segundo o 1º vice-presidente da Casa, deputado Guto Silva (PSD), a votação foi adiada porque muitos parlamentares, inclusive o presidente da Assembleia, Ademar Traiano (PSDB), estão em viagem e não poderão participar dos debates.

“Estatuto do Torcedor”

A proposta tem como base o “Estatuto do Torcedor”. A justificativa do projeto de lei é de que a venda e consumo não está proibida pela lei federal, que apenas faz menção ao “porte de objetos, bebidas ou substâncias proibidas ou suscetíveis de gerar ou possibilitar atos de violência”. O projeto ainda argumenta, por exemplo, que a experiência da Copa do Mundo FIFA 2014 promoveu eventos com cerveja liberada e nem por isso teria sido registrado qualquer aumento nos índices de violência nos estádios.

De acordo com o projeto, qualquer outro tipo de bebida alcoólica continua vetado.

O texto é assinado por onze parlamentares: Luiz Claudio Romanelli (PSB), Alexandre Curi (PSB), Stephanes Junior (PSB), Ademir Bier (PMDB), Pedro Lupion (DEM), Marcio Pauliki (PDT), Tiago Amaral (PSB), Fernando Scanavaca (PDT), Marcio Nunes (PSD), Nelson Justus (DEM) e Anibelli Neto (PMDB). Quaisquer outros tipos de bebidas alcóolicas, destiladas ou fermentadas, permanecem proibidos.

 

Previous ArticleNext Article
[post_explorer post_id="436683" target="#post-wrapper" type="infinite" loader="standard" scroll_distance="0" taxonomy="category" transition="fade:350" scroll="false:0:0"]