Vereador afastado é preso por ameaçar testemunha da Operação ZR3

Redação


O vereador afastado Rony Alves (PTB), foi preso no final da manhã deste sábado (22) depois de ter ameaçado uma testemunha da operação ZR3, que investiga esquema criminoso pra mudança de zoneamento em Londrina. O agricultor Junior Zampar teria sido ameaçado por Rony Alves em uma agência do Sicredi.

Segundo o promotor de justiça Leandro Antunes, do Gaeco, Rony descumpriu a medida restritiva de manter distância das testemunhas. Imagens das câmeras de segurança do banco mostraram a aproximação que foram validadas pelo monitoramento da tornozeleira eletrônica que Rony usa. O vereador afastado teria ainda ameaçado verbalmente Zampar.

O mandado de prisão foi expedido ontem e cumprido hoje. Rony Alves foi preso em casa e levado pro CIAC (Centro Integrado de Atendimento ao Cidadão), antigo 4º Distrito Policial, na avenida Dez de Dezembro.

Operação ZR3

A operação ZR3 investiga um esquema de pagamento de propina a agentes públicos em troca de alteração em zoneamentos na cidade e foi deflagrada em 24 de janeiro pelo Gaeco.

Segundo as investigações do Gaeco, pelo menos dois vereadores aceitaram propina para apresentar e aprovar projetos de lei de alteração de zoneamento e de autorização para grandes loteamentos em Londrina. Os valores negociados variaram de R$ 100 mil a R$ 1 milhão. O Gaeco também apurou que os vereadores agiam em conluio com integrantes do Conselho Municipal da Cidade, órgão que emite pareceres previamente à votação de projetos de lei. Os fatos teriam ocorrido entre os anos de 2013 e 2017.

Previous ArticleNext Article