Vereador de Ponta Grossa e quatro empresários são denunciados por corrupção

Redação

vereador valtão ponta grossa

O vereador Vatão (PRTB) foi denunciado pelo MPPR (Ministério Público do Paraná) por corrupção passiva enquanto quatro empresários foram acusados de corrupção ativa. A denúncia, no âmbito da na Operação Saturno, foi divulgada pelo MP nesta terça-feira (29).

Os empresários são apontados de pagar R$ 15 mil ao vereador para que ele emitisse um relatório favorável em uma comissão parlamentar na Câmara Municipal de Ponta Grossa. O grupo era responsável por investigar o Estar Digital, estacionamento eletrônico pago nas ruas da cidade.

Todos os cinco envolvidos já estão presos, sendo que quatro deles (incluindo o vereador) estão Complexo Médico Penal e e um dos empresários cumpre prisão domiciliar com monitoramento eletrônico.

Na semana passada, os outros vereadores de Ponta Grossa aprovaram, com 14 votos, a abertura do processo de cassação do mandato de Valtão.

INVESTIGAÇÃO SATURNO PRENDEU VEREADOR E EMPRESÁRIOS

A ação que cumpriu os mandados de prisão contra o vereador Valtão e os empresários aconteceu na semana passada.

Na primeira fase da Operação Saturno, o Gaeco requereu ao Judiciário o desmembramento do inquérito policial, para prosseguir a apuração sobre a conduta de outros vereadores, dentre eles, o presidente da CPI. As investigações também continuarão para esclarecer os indícios de possíveis ilegalidades na licitação e contratação da empresa pela Autarquia Municipal de Trânsito e Transporte e pela Companhia Municipal de Habitação, objetivo inicial do inquérito. Outras pessoas que foram alvo de busca e apreensão e de prisão temporária continuarão a ser investigadas.

Previous ArticleNext Article