Vereadores de Curitiba aprovam empréstimo da prefeitura para obras no asfalto

Redação

vereadores curitiba

Os vereadores de Curitiba aprovaram, por 27 votos a 8, um empréstimo de R$ 60 milhões da prefeitura junto ao Banco do Brasil para a realização de obras no asfalto da cidade. A votação, em primeiro turno, foi realizada na sessão virtual desta segunda-feira (25) após os vereadores terem aprovado, na semana passada, o regime de urgência do texto.

O projeto de lei retornará à pauta da CMC (Câmara Municipal de Curitiba) nesta terça-feira (26), para a votação em segundo turno. A discussão será feita em sessão extraordinária, após a audiência pública com a secretária municipal da Saúde, Márcia Huçulak.

Conforme o projeto de lei, a adequação legislativa é necessária para manter a taxa de juros estipulada pelo Banco do Brasil, de 150%. O argumento foi usado pelo vereador Pier Petruziello (PTB), líder do prefeito na Câmara, durante a votação da urgência do projeto.

OBRAS NO ASFALTO GERAM DEBATE NA CÂMARA MUNICIPAL DE CURITIBA

Na sessão de hoje, Petruziello disse que a oposição tenta construir um conflito entre asfalto e coronavírus.

“Estão tentando agora fazer um discuso de pandemia versus asfalto. A cidade de Curitiba tem cuidado da pandemia como poucas têm feito. Os senhores sabem desde quando a avenida Visconde de Guarapuava não era asfaltada? Desde a inauguração do Shopping Curitiba. Ou vamos esperar que [as vias] virem buracos, buracos e buracos?”, disparou ele.

O vereador Ezequias Barros (PMB) entoou o coro. “Temos a melhor saúde do país. Parando as obras, é um empresário que quebra. Um funcionário que quebra. Vamos votar sim para a cidade não parar na pandemia”, declarou.

Já a vereadora Noemia Rocha (MDB) alegou que o debate não é sobre os benefícios do asfalto. Segundo ela, o projeto de lei sobre o empréstimo, que deveria ter sido concretizado em 2017, não teve projetos ou licitações apresentadas nesses três anos

“Não somos contra asfalto, de forma alguma. Não é prioridade neste momento. Vai ser só para fresa e recape de asfaltos que já existem”, afirmou.

Por fim, a vice-líder da oposição, professora Josete (PT), afirmou que a prioridade é a luta contra a pandemia do coronavírus e que essas obras serão feitas para recapagem.

“Não será com a aprovação deste projeto que vamos ter asfalto novo lá na periferia, na frente das casas das pessoas que mais precisam”, finalizou.

Previous ArticleNext Article