Vereadores de Curitiba aprovam urgência sobre projeto de lei para obras no asfalto

Vinicius Cordeiro

Com o projeto de lei (PL), a prefeitura de Curitiba poderá realizar empréstimo de R$ 60 milhões para executar obras no asfalto.
Curitiba encerra consulta pública para orçamento nesta sexta-feira

Em meio à pandemia do coronavírus, os vereadores de Curitiba aprovaram “regime de urgência” para um projeto de lei que permite a prefeitura realizar um empréstimo de R$ 60 milhões junto ao Banco do Brasil para a realização de obras no asfalto da cidade.

A votação foi feita na sessão remota da da Câmara Municipal nesta terça-feira (19). Dos 39 vereadores votantes, 29 foram a favor e oito contra o regime de urgência sobre o empréstimo para obras no asfalto.

OPOSIÇÃO DIZ QUE PRIORIDADE DEVERIA SER LUTA CONTRA O CORONAVÍRUS

Sessão online da Câmara Municipal de Curitiba. (Reprodução)

Quem fez oposição ao regime de urgência para o projeto de lei que facilita as obras no asfalto de Curitiba argumentou sobre o momento vivido pelo coronavírus.

A vereadora Noemia Rocha (MDB) ainda questionou o fato dos colegas aprovarem por ser um projeto apresentado pelos aliados do prefeito Rafael Greca (DEM) na Câmara.

“Por que destinar recurso para asfalto quando a Saúde precisa mais? Se é regime de urgência, a questão é da pandemia. Esses projetos estão sendo avaliados pelo projeto ou por aquele que apresenta? Isso é preocupante”, disse ela.

Quem entoou o discursou foi o vereador Dalton Borba (PDT). “Tenho certeza absoluta que Curitiba tem deficiências que são prioridades em relação ao asfalto. Que a gente não venha a banalizar o conceito de urgência. Temos urgência sim e asfalto não é uma”, completou.

Já o vereador Pier Petruziello (PTB), líder do prefeito na Câmara, argumentou que o Banco do Brasil notificou a prefeitura de Curitiba que vai retirar a condição do empréstimo, elevando juros, se não houver urgência na apreciação do PL.

“Isso não é um empréstimo novo, não é de agora. É um projeto de 2017, antes da pandemia. Cabe aos vereadores se inteirarem do que se trata antes de se pronunciar, muitas vezes, sem conhecimento do que é o projeto”, disse ele, rebatendo a oposição.

Além disso, Petruziello ressaltou a importância do asfalto no cotidiano das pessoas e alegou que esse privilégio não é defendido porque muitos o têm.

“Asfalto é uma questão de saúde. Porque se você respira poeira na frente da sua casa, você vai ficar doente. Não sei se vocês sabem disso. O discurso de dizer que asfalto não é importante é uma grande de uma mentira”, completou Petruziello.

VEREADORES DE CURITIBA QUE APROVARAM URGÊNCIA

Confira a lista dos vereadores que votaram a favor. O vereador Osias Moraes (PRB) esteve ausente da sessão online enquanto o presidente da Câmara, vereador Saino Piccolo (DEM) só vota em caso de empate:

  1. Alex Rato (Patriota)
  2. Beto Moraes (PSDB);
  3. Bruno Pessutti (PODE)
  4. Cacá Pereira (Patriota);
  5. Colpani (PSB)
  6. Cristiano Santos (PV)
  7. Dona Lourdes (PSB)
  8. Dr. Wolmir (Republicamos);
  9. Ezequias Barros (PRP);
  10. Fabiane Rosa (PSD);
  11. Geovane Fernandes (Patriota)
  12. Helio Wirbiski (PPS);
  13. Herivelto Oliveira (Cidadania)
  14. Jairo Marcelino (PSD)
  15. Julieta Reis (PSD);
  16. Maria Manfron (PP);
  17. Mauro Bobato (PODE);
  18. Mauro Ignácio (DEM);
  19. Mestre Pop (PSC)
  20. Oscalino do Povo (PP)
  21. Paulo Rink (PL);
  22. Pier Petruziello (PTB);
  23. Rogério Campos (PSD);
  24. Serginho do Posto (DEM);
  25. Thiago Ferro (PSC);
  26. Tico Kuzma (PROS);
  27. Tito Zeglin (PDT);
  28. Toninho da Farmácia (DEM);
  29. Zezinho Sabará (DEM);

QUEM VOTOU CONTRA

  1. Dalton Borba (PDT);
  2. Katia Dittrich (Soliedariedade);
  3. Maria Letícia (PV);
  4. Marcos Vieira (PDT);
  5. Noemia Rocha (MDB);
  6. Professor Euler (PDT);
  7. Professora Josete (PT);
  8. Professor Silberto (MDB);

Previous ArticleNext Article