Política
Compartilhar

Vice de Ciro Gomes pode sair de quatro diferentes partidos

Nome da senadora Leila Barros (PDT-DF) foi descartado pelo presidente da sigla. Convenção oficializou o ex-ministro como candidato ao Planalto pela quarta vez.

Redação - 25 de julho de 2022, 14:24

(Foto: Reprodução/Twitter)
(Foto: Reprodução/Twitter)

O candidato à presidência da República pelo PDT (Partido Democrático Trabalhista), Ciro Gomes, afirmou que nome do vice na chapa encabeçada por ele pode sair de quatro diferentes partidos: além do próprio PDT, o União Brasil, o PSD e o PSDB teriam interesse em uma aliança.

A declaração foi feita no final de semana, durante o lançamento da candidatura de Rodrigo Neves (PDT) ao Governo do Rio de Janeiro.

Sobre a possibilidade do vice ser de outro partido, o presidenciável mencionou as legendas interessadas. No entanto, disse que a chance disso acontecer é pequena.

"Há dois grandes partidos que pedem para que a gente não feche ainda [o nome do vice na chapa] porque eles estão falando internamente [sobre a possibilidade de uma aliança]. Agora surgiu um terceiro: União Brasil, PSD e PSDB. Não sei qual a possibilidade, acredito que pequena. Mas é dever meu, paciente e humilde, esperar", declarou Ciro Gomes.

O nome da correligionária de Ciro, a senadora Leila Barros (PDT-DF), foi descartado pelo presidente da sigla, Carlos Lupi. Em entrevista à CNN Brasil, Lupi afirmou que Leila será candidata ao Governo do Distrito Federal.

O PDT fez, na última quarta-feira (20), a convenção partidária nacional que oficializou o ex-ministro e ex-governador do Ceará como candidato ao Palácio do Planalto pela quarta vez. Mesmo com o lançamento do nome do presidenciável, não foi confirmado o nome de quem será o vice na chapa do partido.

Sobre os três partidos mencionados por Ciro Gomes, o União Brasil tem Luciano Bivar como pré-candidato à presidência da República. O PSD ficará neutro nas eleições presidenciais e o PSDB apoia a pré-candidatura de Simone Tebet

CIRO GOMES É TERCEIRO COLOCADO EM PESQUISAS

Nas pesquisas eleitorais divulgadas por institutos, o nome de Ciro Gomes aparece na terceira colocação, próximo dos 10% das intenções de voto. Ele aparece atrás de Luiz Inácio Lula da Silva (PT) e Jair Bolsonaro (PL).

O ex-ministro fica à frente de outros pré-candidatos, como Simone Tebet (MDB) e André Janones (Avante), que aparecem com mais de 2% nos últimos levantamentos.