Vida útil de sete anos para taxis avança na Câmara de Curitiba

Redação

Vida útil de sete anos para taxis avança na Câmara de Curitiba

A Câmara Municipal de Curitiba aprovou em primeiro turno nesta segunda-feira (24), a ampliação de cinco para sete anos a vida útil dos taxis cadastrados na Urbs (Urbanização de Curitiba).

O projeto de lei ainda aponta que enquanto durar a pandemia da Covid-19 não será exigido que os taxis cumpram o prazo de vida útil previsto.

A proposta é iniciativa do vereador Tico Kuzma (Pros) e foi aprovada em primeiro turno de forma unânime (37 votos).

“Este projeto de lei visa diminuir os impactos da pandemia aos taxistas. Sabemos que nenhuma atividade, comercial ou não, está funcionando e atendendo dentro da normalidade. A demanda por serviços de táxi, que já havia diminuído em consequência da entrada no mercado dos serviços de aplicativos, caiu bastante pela pandemia”, apontou Tico Kuzma.

O texto deve passar pela segunda votação em plenário a partir do dia 31 de maio (segunda-feira) e caso seja aprovado sem alterações irá seguir para sanção do prefeito de Curitiba, Rafael Greca.

“Assim, se aprovarmos esta proposta, os taxistas de Curitiba terão um fôlego maior para recuperarem o prejuízo causado pela pandemia sem terem que desembolsar recursos para a substituição dos veículos. Também não precisarão se preocupar com a burocracia dos financiamentos e das documentações para essas finalidades”, finalizou o autor da proposta.

LEIA MAIS: Motoristas e cobradores serão vacinados contra a covid na próxima fase

Previous ArticleNext Article
[post_explorer post_id="765980" target="#post-wrapper" type="infinite" loader="standard" scroll_distance="0" taxonomy="category" transition="fade:350" scroll="false:0:0"]