camara de tamarana
Compartilhar

Vivemos uma ditadura de toga, diz Jandira Feghali em ato pró-Lula, em Curitiba

Enquanto o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva depõe na Justiça Federal de Curitiba, milhares de apoiadores do petis..

Roger Pereira - 10 de maio de 2017, 17:25

Enquanto o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva depõe na Justiça Federal de Curitiba, milhares de apoiadores do petista reúnem-se em ato em defesa do ex-presidente na praça Santos Andrade, no centro da capital paranaense. Entre integrantes do Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra, dos Sem Teto, dos sindicatos ligados à Central Única dos Trabalhadores, diversas figuras da política nacional dividem o palanque com grupos artísticos que animam o público enquanto aguarda-se o fim do depoimento do ex-presidente. Lula é aguardado na praça assim que concluir seu depoimento ao juiz Sérgio Moro.

A deputada federal Benedita da Silva (PT) afirmou que não se trata da defesa de "um camarada qualquer", "mas de um trabalhador que forjado na luta, que nos representou por dois mandatos na direção deste país. Que não fez o jogo baixo, querem condená-lo, mas nós não deixaremos e vamos derrubar essa farsa do chamado todo poderoso Moro".

 

A senadora Vanessa Grazziotin (PC do B) disse que hoje é um dia triste, "porque Lula está lá depondo e nem sabe direito porque. É por causa de um tal de apartamento que estão investigando há cinco anos e não conseguem provar que é do Lula. Eles deviam estar preocupados em trazer de volta os dólares que estão nas contas na Suíça, mas eles sabem que nenhum desses dólares é do Lula, da presidente Dilma ou de nenhuma pessoa que está aqui. Eles sabem disso, mas querem destruir o pouco que resta da esperança da população", afirmou.

Ditadura de Toga

Uma das mais aplaudidas pelos militantes foi a deputada fluminense Jandira Feghali (PC do B), que afirmou que o que está em jogo é o direito de Lula ser candidato a presidente da República. "Há um ano, tivemos uma interrupção de um processo que foi construído por muitos. Eles tentam criminalizar a esquerda, criminalizar a política, criminalizar os movimentos sociais e fazem a hipertrofia de uma ditadura de toga que nós não vamos deixar prosperar, não só no Congresso Nacional, mas principalmente nas ruas".

Clique na foto para ouvir o discurso da deputada:

Jandira