Política
Compartilhar

Wanderson Oliveira, braço direito de Mandetta, anuncia demissão do MS

O secretário de Vigilância do Ministério da Saúde, Wanderson Oliveira, anunciou sua demissão do grupo que comanda o Mini..

Redação - 15 de abril de 2020, 12:35

Wanderson Oliveira à direita do ministro da Saúde, Luiz Henrique Mandetta. (José Dias/PR)
Wanderson Oliveira à direita do ministro da Saúde, Luiz Henrique Mandetta. (José Dias/PR)

O secretário de Vigilância do Ministério da Saúde, Wanderson Oliveira, anunciou sua demissão do grupo que comanda o Ministério da Saúde, na manhã desta quarta-feira (15). Ele é um dos integrantes essenciais da equipe comandada por Luiz Henrique Mandetta.

A informação foi confirmada por nota, pelo Ministério da Saúde.

Wanderson Oliveira esteve em reunião na pasta hoje de manhã quando anunciou sua decisão.

Com o pedido de demissão, o secretário de Vigilância avisou que fica no governo federal até a próxima sexta-feira (17).

Por enquanto, Mandetta ainda não se posicionou com relação à demissão de seu braço direito.

Mais cedo a colunista da Folha de São Paulo, Mônica Bergamo, informou em sua conta no twitter, que Mandetta pode ser ser demitido pelo presidente Jair Bolsonaro, pelo Twitter.

https://twitter.com/monicabergamo/status/1250400624686051328

Bolsonaro e o ministro da Saúde estão desalinhados há semanas. A crise entre os dois se agravou com a entrevista dada para o Fantástico no último domingo.