Política
Compartilhar

Zelensky critica neutralidade de Bolsonaro na Guerra da Ucrânia

"Eu não apoio a posição dele de neutralidade. Eu não acredito que alguém possa se manter neutro quando há uma guerra no mundo", disparou o presidente ucraniano.

Folhapress - 20 de julho de 2022, 08:01

Foto: Reprodução/Twitter
Foto: Reprodução/Twitter

O presidente da Ucrânia, Volodymyr Zelensky, fez uma crítica direta ao brasileiro Jair Bolsonaro (PL), com quem teve uma conversa por telefone nesta segunda-feira (18).

"Eu não apoio a posição dele de neutralidade. Eu não acredito que alguém possa se manter neutro quando há uma guerra no mundo", disse Zelensky, em entrevista à TV Globo.

Desde o começo do conflito no Leste Europeu, Bolsonaro já afirmou que mantém essa posição, tendo em vista principalmente a alta dependência de fertilizantes importados da Rússia.

Apesar das declarações de Bolsonaro, em fóruns internacionais como as Nações Unidas o Brasil se posicionou de forma crítica a Moscou, condenando a ação do Kremlin em resoluções da Assembleia-Geral e do Conselho de Segurança - o país se absteve na votação que suspendeu a Rússia do Conselho de Direitos Humanos.

"Vamos pensar sobre a Segunda Guerra Mundial. Foi assim. Muitos líderes ficaram neutros num primeiro momento", completou Zelensky. "Isso permitiu que os fascistas engolissem metade da Europa e se expandissem mais e mais, capturando toda a Europa. Isso aconteceu por causa da neutralidade. Ninguém pode ficar no meio do caminho."