Ocupações podem prejudicar vestibular da Federal

O reitor da Universidade Federal do Paraná,  Zaki Akel, convocou a imprensa para uma coletiva nesta sexta-feira (11), on..

Julie Gelenski - 11 de novembro de 2016, 17:10

O reitor da Universidade Federal do Paraná,  Zaki Akel, convocou a imprensa para uma coletiva nesta sexta-feira (11), onde anunciou que a Reitoria deve procurar uma solução pacífica para a desocupação do campus da UFPR, mas admitiu que se não houver acordo os locais de prova terão que ser alterados. Atualmente 18 universidades federais estão com prédios ocupados por conta de movimentos de resistência contra a PEC 55, do controle de gastos, e a MP 746, que trata sobre a reforma do ensino médio. A Reitoria garante que tem acompanhado de perto os desdobramentos das ocupações e as paralisações. A intenção é um processo com base no diálogo, por isso a administração da UFPR em conjunto com diretores estabeleceram uma Comissão de Negociação, que segundo eles, já mostrou resultados positivos, com a desocupação do prédio histórico da universidade que fica na Praça santos Andrade. Dentre as ações propostas para a negociação está a reunião com o Conselho Universitário (COUN) para debater e construir uma posição oficial da universidade perante a PEC e a MP. Também é proposto realizar dois seminários públicos sobre a PEC 55 e a MP 746 em articulação com representantes do DEC, do SINDITEST E APUFPR.