Vinny Appice dá entrevista ao SINNERS

André Molina


Ex-batera do Black Sabbath e DIO tocou clássicos em Curitiba e falou com exclusividade!

Quem não foi ao workshow (uma mistura de workshop com show) do lendário baterista Vinny Appice com a crença de que o evento seria dividido somente em uma pequena apresentação com perguntas do público se enganou. O ex-baterista e principal parceiro musical do saudoso Ronnie James Dio deixou a formalidade de lado e executou onze canções do repertório das duas bandas que integrou na década de 80. O músico queria descer a lenha!

Ele estava mais a vontade para tocar do que responder perguntas. Ninguém do público reclamou. E antes de Appice subir ao palco, a banda paranaense Fuga da Alma executou um setlist com clássicos do Black Sabbath da fase Ozzy Osbourne. O que era para ser um workshop acabou se transformando em um “Sabbath Day”.

O evento aconteceu em Curitiba no último domingo (07 de junho), no Sebas Rock Bar, que vem se consagrando como um importante espaço de encontro de roqueiros.

Após a apresentação dos paranaenses, Vinny subiu ao palco e com seus pesados grooves, rudimentos e viradas mostrou ao que veio.  No início, a canção “The Mob Rules” teve a participação do vocalista Marcelus (Motorocker), antigo conhecido da cena roqueira de Curitiba. Em seguida, vieram mais quatro do Black Sabbath: “Children Of The Sea”, “War Pigs”, “Fairies Wear Boots” e “Iron Man”.

A segunda parte do workshow, contou com um set dedicado ao DIO. Além de executar clássicos do primeiro álbum como “Holy Diver” e “Rainbow In The Dark”, o músico arrumou espaço para prestigiar o álbum “The Last In Line” com a canção “We Rock”, que abre o trabalho de 1984. Também teve “Man Of The Silver Mountain” do Rainbow da fase Dio, apesar de Vinny não ter tocado na banda de Ritchie Blackmore. Mas vale recordar que ele executava a canção nas turnês do DIO. Quem acompanhou o batera nestas canções foi a banda Danikken.

Sem estar na programação do setlist, Vinny apresentou “Paranoid” e “Sweet Leaf”, duas jóias da fase Ozzy Osbourne, da década de 70. Anteriormente, fez um solo de bateria ao modo “Live Evil” (aquele álbum ao vivo do Sabbath que originou a primeira briga entre Ronnie Dio e a banda).

Também não faltaram brincadeiras no palco. Antes de voltar a tocar, Mr. Appice questionou: “Alguma canção do Air Supply?”, fazendo referência à dupla romântica que se apresentou em Curitiba no feriadão.

“Vou lançar álbum com ex-integrantes do DIO em 2016”

Antes de subir ao palco do Sebas Rock Bar, o lendário Vinny Appice concedeu uma breve entrevista ao SINNERS: rock em estado puro! Ele falou sobre os principais trabalhos no Black Sabbath, DIO e revelou, também, que está com uma banda com ex-integrantes do DIO que já gravou novo álbum e que deverá ser lançado em janeiro de 2016.

Como foi sua turnê no Brasil com o workshows. Você passou por várias cidades de diferentes regiões. Como avalia a experiência?

A turnê foi ótima. Bem movimentada. Da vinda de São Paulo para cá (Curitiba), dormi só duas horas. Toquei muito Black Sabbath e Dio. É a oportunidade para responder perguntas de fãs, fazer solos de bateria. A principal ideia é apresentar canções de bandas que toquei. Ter mais interação com o público e me aproximar.

Você gravou vários clássicos da história do heavy metal. Quais álbuns você considera os mais importantes?

O “Mob Rules” do Sabbath é um álbum clássico. Ótimo disco. Adorei fazer. Outro do Sabbath é “Dehumanizer”. O som, a qualidade. É o meu favorito. Já no Dio é o “Holy Diver”. Um grande álbum com ótimas canções. Foi um projeto que começou com a gente: DIO e eu. Não tinha mais ninguém na banda. Os demais músicos entraram depois.  Nós dois começamos como banda e nos integramos. Lembro-me com muito carinho. Uma experiência muito significativa.  E foi quando nos aproximamos mais.

A última vez que você teve oportunidade de trabalhar com DIO foi com a banda Heaven & Hell (reencontro do Black Sabbath fase Dio). Pouco depois ele veio a falecer. Como vocês se aproximaram novamente?

A história do Heaven & Hell começou quando a gravadora demonstrou intenção de lançar um álbum com canções do Black Sabbath da fase Dio. E fomos incentivados a compor novas músicas e falamos “OK”. Inicialmente seria o Bill Ward (baterista original do Black Sabbath), mas ele estava passando por problemas. Recebi um convite e afirmei “Eu posso”. Eles planejaram para realizar shows. Realizamos duas turnês e gravamos um álbum de inéditas: “The Devil You Know”. Nós tivemos um bom momento com fantásticas canções.

Você tem algum projeto com outros ex-integrantes do DIO. O projeto seria para apresentações ou gravação de álbum?

Atualmente sim. Vivian Campbell (guitarra), Jimmy Bain (baixo) e Andrew Freeman (voz) fazem parte da banda. Gravamos um álbum com uma dezena de canções pela Frontier Records, que deverá sair em janeiro do ano que vem. Também vamos nos apresentar no cruzeiro do Def Leppard. O novo disco ainda não tem nome. Começamos a gravar após uma séria de dez shows que fizemos no Japão e em Los Angeles.

Você já se apresentou no Brasil diversas vezes. Este ano faz 20 anos que tocou em Curitiba pela primeira vez, se não me engano.

Vir para o Brasil sempre é especial. Por causa das pessoas, dos fãs. Um povo apaixonado pela música. A América do Sul ama o rock pesado. É muito bom conversar sobre minha música com os brasileiros. Já vim para Curitiba duas vezes. Recordo de um grande show que o Dio fez na mesma noite de Bruce Dickinson e Jason Bonham Band. Minha namorada é a primeira vez que vem, mas está adorando.

Obs: Vinny Appice se apresentou ao lado do Dio em Curitiba pela primeira vez em 1995 no Chocolate Chic na turnê do álbum “Strange Highways”. Em 1997, o DIO fez show na capital paranaense ao lado de Dickinson (Iron Maiden) e Jason Bonham no Marumby Expo Center.

Entrevista: André Molina

Colaborações:

André Smirnoff (Assessoria de Imprensa)

Daniel Danmented (Foto)

Osny Tavares (Intérprete)andre.molina

Previous ArticleNext Article
[post_explorer post_id="495756" target="#post-wrapper" type="infinite" loader="standard" scroll_distance="0" taxonomy="category" transition="fade:350" scroll="false:0:0"]