Homem que usou veneno em remédio para matar colega de trabalho é condenado

Fernando Garcel


O ex-servidor público Izaltino Toppa foi condenado pelo Tribunal do Júri a oito anos e dois meses de reclusão, nesta terça-feira (7). Ele foi acusado de usar veneno de rato para tentar matar o colega de trabalho, João Carlos Verdinelli, em junho de 2013, em Londrina, no Norte do Paraná. Na época, a vitima foi hospitalizada e sobreviveu.

De acordo com a denúncia do Ministério Público do Paraná (MPPR), o homem usou o veneno, conhecido como “chumbinho”, dentro de capsulas de remédios para gripe, para matar o colega por medo que ele denunciasse um esquema de desvio de dinheiro da empresa em que trabalhavam, a Sercomtel Telecomunicações. Toppa orientou que o colega tomasse dois comprimidos de noite, por serem fortes, mas a vítima tomou apenas um, passou mal e foi encaminhado ao hospital.

Mulher que envenenou filho para se vingar do pai é condenada no PR

O plano foi descoberto e investigado pelo Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (Gaeco) após Toppa denunciar um grupo de homens que tentava extorqui-lo. Durante a apuração, o Gaeco descobriu que o homem havia contratado os homens para matar o colega e era vítima de extorsão por esse motivo. Na casa de Toppa, o Gaeco encontrou o veneno e uma capsula de remédio com a substância.

A denúncia do MPPR também narra que o homem havia produzido uma carta de suicídio falsa para ser atribuída ao colega e entregue ao grupo. “As testemunhas relatam que no momento em que o acusado Izaltino Toppa ‘encomendou’ a morte da vítima este entregou uma ‘carta de suicídio’, a qual foi impressa em um papel em branco que constava a assinatura da vítima, tendo esta, perante este Juízo afirmado categoricamente que em nenhum momento de sua vida redigiu qualquer documento neste sentido”, diz trecho da decisão.

Izaltino Toppa estava preso aguardando o julgamento desde setembro de 2013 e, portanto, já cumpriu mais de dois terços da pena na prisão. Por esse motivo, o Tribunal do Juri concedeu que a pena seja cumprida em regime semiaberto om uso de tornozeleira eletrônica.

Previous ArticleNext Article