Polícia prende suspeito de atacar rádios e TV Band com coquetel molotov

Fernando Garcel


Com informações de Francielly Azevedo | CBN Curitiba

A Polícia Civil prendeu, nesta quarta-feira (21), um homem suspeito de ter atacado empresas de comunicação de Curitiba na última semana. Ele seria o responsável por arremessar coquetéis molotov nas sedes das rádios 98FM, Mundo Livre e da TV Band Curitiba. O homem foi preso em um terreno baldio localizado no bairro Pilarzinho.

De acordo com o delegado responsável pelo caso, Leonardo Carneiro, o homem disse que teria atacado às emissoras por ter sido chamado de “macaco”, mas acredita que isso tenha sido apenas uma falsa justificativa. Ele deverá responder pelos crimes de tentativa de homicídio e de ter tentado causar um incêndio.

“Foram realizadas diversas diligências. As equipes ficaram na rua a noite inteira. Chegaram informações sobre o paradeiro e identidade. Hoje, conseguimos localiza-lo e conduzi-lo à delegacia onde foi preso em flagrante”, conta Carneiro.

O homem é morador de rua e não possui documentos. Ele informou um nome para a polícia que está sendo checado com equipes de inteligência da polícia.

Ataques

Vigilante da TV Band que foi atingido pela bomba caseira.
Vigilante da TV Band que foi atingido por bomba caseira.

A recepção das rádios Mundo Livre e 98FM foi alvo de um atentado com coquetel molotov na tarde de terça-feira (20). A quadra também abriga outros veículos de comunicação do Grupo Paranaense de Comunicação (GRPCom) em Curitiba. Dias antes, na última quinta-feira (15), a portaria da emissora de televisão Band Curitiba, no Vista Alegre, foi alvo de um ataque parecido. Um porteiro foi atingido pelas chamas, mas conseguiu tirar a blusa, ainda pegando fogo, e sofreu ferimentos leves.

Previous ArticleNext Article
[post_explorer post_id="485148" target="#post-wrapper" type="infinite" loader="standard" scroll_distance="0" taxonomy="category" transition="fade:350" scroll="false:0:0"]