Youtuber paranaense tem morte cerebral confirmada

Mariana Ohde


Com CBN Curitiba

A Secretaria da Saúde do Paraná (Sesa) confirmou a morte cerebral da youtuber Isabelly Cristine Santos, de apenas 14 anos. A jovem foi baleada na cabeça durante uma briga de trânsito, em Pontal do Paraná, na madrugada de quarta-feira (14). Ela morreu no mesmo dia e a família autorizou a doação dos órgãos, que já foram captados, segundo a secretaria.

A jovem foi baleada quando voltava da gravação de uma entrevista. Os tiros a atingiram dentro do carro da família. O caso aconteceu por volta de 1h40 de quarta-feira e os disparos teriam sido motivados por uma briga de trânsito. A adolescente precisou ser transferida para o Hospital Regional em Paranaguá, devido à gravidade do seu quadro de saúde, e não resistiu aos ferimentos.

O suspeito de atirar foi localizado por volta de 11h na casa de familiares no balneário de Ipanema, juntamente com a arma de fogo, que era registrada. Ele estava com o irmão, que conduzia o veículo que ambos ocupavam no momento do crime e também foi detido.

Os dois foram apresentados pela Polícia Militar (PM) e Polícia Civil ainda ontem, durante uma coletiva de imprensa. A dupla foi entregue na Delegacia de Ipanema para que as medidas cabíveis sejam tomadas.

“Eles estavam na casa da família e com as malas prontas para voltarem a Curitiba. A arma foi encontrada na bolsa da esposa de um dos homens. Eles não reagiram e confessaram o crime aos policiais”, disse o Comandante de Policiamento da Unidade (CPU) de Pontal do Paraná, tenente Rodrigo Bandeira.

De acordo com o delegado responsável pelas investigações, Jorge Azor, a arma utilizada no crime tem numeração e está registrada. “Ele tem até um certificado de atirador”, afirma o delegado. “Agora o caso segue o processo legal, eles serão autuados em flagrante e encaminhados para ficar à disposição da Justiça; as investigações continuam”, afirmou.

Isabelly, que é de Paranaguá, mantinha o canal Isa Top Show, que, até ontem, tinha 28 mil inscritos.

Após a confirmação da morte cerebral da jovem, os familiares permitiram a doação dos órgãos. Muito abalada e sem muitas forças para falar, Rosania acredita que agora a filha vai viver em outras pessoas. “Está indo tudo para ajudar alguém que precisa. A Isabelly era uma estrela e, se ela pudesse, ela ajudava todo mundo. Tinha um coração maravilhoso”, disse.

Briga de trânsito

De acordo com o delegado coordenador da Operação Verão, Miguel Stadler, o disparo teria sido motivado por uma discussão de trânsito. “O que ele alegou, em princípio, é que houve um desentendimento com relação a trânsito, um veículo teria fechado o outro, e isso teria resultado no disparo que atingiu a moça”, explica.

O delegado explica que o irmão do homem que disparou também pode ter que responder pelo crime. “O irmão dele conduzia o veículo quando houve toda essa discussão em relação ao trânsito. Em razão disso, está sendo avaliada a autuação do irmão dele também”.

A mãe de Isabelly, porém, contesta esta hipótese. Segundo ela, não houve discussão. “Eles começaram a atirar, atirar, igual dois loucos. Como se não tivesse ninguém ali. Como se fosse animal. E minha filha foi a vítima dessa loucura”, disse.

Previous ArticleNext Article
Repórter no Paraná Portal
[post_explorer post_id="485008" target="#post-wrapper" type="infinite" loader="standard" scroll_distance="0" taxonomy="category" transition="fade:350" scroll="false:0:0"]