Policiais rodoviários que cobravam propina viram réus por corrupção

Mariana Ohde e BandNews FM Curitiba

Eles organizaram um esquema para exigir o pagamento de propina dos motoristas nas estradas do Paraná.

A Justiça aceitou, nesta quinta-feira (15), denúncia do Ministério Público (MP) contra 15 policiais rodoviários estaduais de Francisco Beltrão, acusados de corrupção e associação criminosa.

Segundo a denúncia, que relata 37 crimes, os policiais organizaram um esquema de arrecadação de propina dos motoristas que eram abordados nas rodovias estaduais da região. O esquema era coordenado por um subtenente, que fazia as escalas e coordenava as equipes no posto de Francisco Beltrão.

A denúncia foi aceita pelo juiz Davi Pinto de Almeida, da Vara de Justiça Militar Estadual. A primeira audiência do processo está marcada para o dia 23 de março. No despacho, o juiz afirma que, além de exigir os pagamentos indevidos, os policiais permitiam que “os condutores prosseguissem na prática de infrações de trânsito ou crimes de contrabando ou descaminho”.

Segundo o MP, entre as provas estão gravações feitas com câmeras escondidas – até mesmo dentro de uma viatura da Polícia Rodoviária Estadual (PRE), além de trocas de mensagens e grampos telefônicos.

Nas imagens, divulgadas pelo Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (Gaeco), é possível ver os policiais contando dinheiro várias vezes, e também comemorando.

Os motoristas ouvidos durante o processo confirmaram que pagaram os policiais, durante abordagens, para evitar autuações e fiscalizações.

Previous ArticleNext Article
Repórter no Paraná Portal
[post_explorer post_id="510159" target="#post-wrapper" type="infinite" loader="standard" scroll_distance="0" taxonomy="category" transition="fade:350" scroll="false:0:0"]