Conta de luz em atraso pode ser paga no cartão

BandNews FM Curitiba

Copel é condenada a pagar R$ 10 mil a cliente que teve luz cortada por dívida de R$ 3

Um projeto-piloto da Copel vai permitir que contas em atraso de energia elétrica sejam pagas no momento em que o corte vai ser feito. As equipes de eletricistas que suspendem o fornecimento de energia vão até a casa da pessoa com uma máquina que permite o pagamento dos débitos, evitando assim o corte.

O sistema funciona online, gerando as contas em atraso na própria máquina que aceita cartões de débito e crédito. Feito o pagamento, o consumidor recebe o comprovante por mensagem de SMS. As máquinas aceitam parcelamento em até 12 vezes.  Segundo o  gerente de procedimentos comerciais da Copel, Edson Ribeiro da Silva,  o projeto envolve eletricistas próprios e contratados, todos com identificação. “Existe a preocupação de divulgação, de que é um projeto piloto só para Curitiba. É um teste de 90 dias. A equipe está identificada, com crachá, carro da Copel ou a serviço da Copel. É a nossa preocupação em divulgar que é a Copel mesmo fazendo esse o trabalho”, afirma.

O projeto piloto começa a funcionar na semana que vem e vai ter duração de 90 dias. Na semana passada já foi feito um primeiro teste em que as equipes evitaram 178 cortes no fornecimento, que seriam efetuados caso os consumidores não tivessem quitado os débitos no momento da visita dos eletricistas.

As regras sobre serviços de energia elétrica, entre eles a suspensão por falta de pagamento, são estabelecidas pela Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel), o órgão regulador do setor. A agência determina que as distribuidoras avisem aos clientes por escrito, com antecedência mínima de 15 dias, a possibilidade da suspensão de fornecimento por falta de pagamento.

Este aviso é veiculado na própria conta de luz, seja ela impressa ou digital. As contas em atraso sofrem acréscimo de multa, juros e correção monetária, cobrados na conta do mês seguinte ao pagamento. Quando o corte é inevitável, o prazo para religação é de até 24 horas para domicílios em área urbana e de até 48 horas para áreas rurais, contadas a partir da baixa do débito junto à Copel, o que ocorre automaticamente.

Previous ArticleNext Article
em 20 minutos tudo pode mudar
[post_explorer post_id="540685" target="#post-wrapper" type="infinite" loader="standard" scroll_distance="0" taxonomy="category" transition="fade:350" scroll="false:0:0"]