Acusado de matar ex-namorada é condenado a 23 anos de prisão

Redação


Paulo Leandro Spinardi foi condenado a 23 anos e oito meses de prisão em regime fechado, por matar a ex-namorada Cíntia Quadros de Souza, em 2015. O réu foi julgado no Tribunal do Júri em Ponta Grossa, nos Campos Gerais, na terça-feira (14).

Spinardi vai cumprir pena por homicídio qualificado por motivo torpe, meio cruel e recurso que impossibilitou defesa da vítima. Ele não foi acusado por feminicídio porque a lei foi criada após o crime. O réu também vai cumprir pena por fraude processual, por ter tentado forjar provas.

O julgamento, que começou pela manhã, seguiu até às 22 horas.

O homem está detido na Cadeia Pública de Ponta Grossa Hildebrando de Souza e deve ser transferido para a Penitenciária Estadual da Cidade. A defesa do acusado afirmou que vai entrar com um recurso no Tribunal de Justiça do Paraná.

O caso

A professora de educação física, Cíntia de Souza, de 22 anos, despareceu em janeiro de 2015. Durante as buscas, a polícia encontrou o corpo da educadora em uma fenda no Rio São Jorge. Spinardi se apresentou à polícia no mesmo dia e foi preso. Segundo a denúncia, a jovem morreu após ser jogada no rio.

Previous ArticleNext Article